Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Acidente de viação mata deputada Aida Matsangaissa

Um acidente de viação ocorrido, Sábado último, na região de Mutindiri, distrito de Chibabava, província central de Sofala, matou Aida Garife Matsangaísse, deputada da Assembleia da República (AR), o parlamento moçambicano, pela bancada da Renamo.

Ela, que se encontrava na companhia do seu esposo, que também perdeu a vida no mesmo acidente de tipo despiste e capotamento, regressava de Maputo, a capital do país, onde participou nos trabalhos da III Sessão Ordinária do Parlamento, segundo confirmou o deputado e cabeça de lista da Renamo na província de Manica, Albino Faife.

O “Diário de Moçambique”, jornal editado na cidade da Beira, escreve, na sua edição de hoje, que um outro ocupante da viatura, de marca “Ford Ranger”, contraiu ferimentos graves.

Albino Faife afirmou que logo que chegasse a Manica, Aida Matsangaísse, que até à sua morte integrava a Comissão de Plano e Orçamento (CPO), uma das comissões especializadas da AR, iria cumprir a missão no seu círculo eleitoral, que consistiria na fiscalização das actividades do Governo a fim de avaliar o grau de cumprimento do Plano Económico e Social (PES).

Aida Matsangaísse, sobrinha do falecido fundador da Renamo, André Matsangaísse, fiscalizava os distritos de Guro, Báruè e Macossa. Este era o seu segundo mandato como deputada na AR.

Os corpos das vítimas mortais chegaram Domingo último a Chimoio, a capital provincial de Manica. Quanto à pessoa que contraiu ferimentos graves, Albino Faife avançou que ela inspira cuidados médicos intensivos, pelo facto de ter ficado sem as pernas.

A fonte acrescentou que o esposo da deputada perdeu a vida duas horas após o acidente. As vítimas foram antes todas levadas para o Hospital Rural de Muxúnguè.

Os corpos foram, depois, transladados para o Hospital Provincial de Chimoio, onde se encontram desde Domingo, aguardando pelas exéquias fúnebres. A vítima que contraiu ferimentos encontrava-se até Domingo ultimo ainda em Muxúnguè.

Sobre o sucedido, o cabeça de lista da Renamo em Manica considera ser um choque, não só para a família e o partido, como também para a AR e a sociedade em geral.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!