Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Absalão Siweia recusa-se a devolver viatura alocada pelo município durante a campanha

O candidato da Frelimo a edil da terceira maior cidade do país, Nampula, Absalão Siweia, recusa-se a devolver uma viatura disponibilizada ilegalmente pelo conselho municipal daquela urbe durante a campanha eleitoral, cujo escrutínio se realizou no dia 01 de Dezembro, do qual saiu derrotado por Mahamudo Amurane, do Movimento Democrático de Moçambique.

Trata-se de uma viatura de marca Toyota, modelo D4D, cabina dupla, cuja chapa de inscrição não foi possível apurar, usada por este candidato no processo de campanha eleitoral, que decorreu entre os dias 5 e 17 de Novembro.

Uma fonte da edilidade, que confirmou o caso ao @Verdade, disse que a recusa na entrega da viatura em causa está a inviabilizar sobremaneira o processo de elaboração do inventário do actual elenco, liderado por Castro Namuaca, que está a cumprir os seus últimos dias como edil daquela cidade, e que deverá entregar as pastas a Mahamudo Amurane, candidato vencedor das eleições do dia 1 de Dezembro.

De acordo ainda com o nossa fonte, Absalão Siweia foi por inúmeras vezes notificado para a entregar a viatura, o que não fez até ao momento, o que levou a que o assunto fosse objecto de debate numa das reuniões havidas na sede do Comité Provincial da Frelimo em finais de Dezembro do ano passado.

O encontro antecedeu à última sessão da Assembleia Municipal, que foi realizada nos princípios deste mês. A edilidade foi igualmente forçada a requerer a intervenção do “partido dos camaradas”, mas sem sucesso.

Terminado o processo eleitoral, de acordo com a nossa fonte, a viatura em causa continuou a ser usada por Siweia, mas para fins pessoais, tais como transporte de blocos de construção, tendo em conta que estava a erguer um muro de vedação na sua residência, localizada no bairro Carrupeia.

Devido à gravidade da situação, o actual edil, Castro Namuaca, incumbiu ao vereador dos Transportes a missão de “resgatar” o meio circulante e deixá-lo no parque do conselho municipal, nem que para o efeito fosse necessário recorrer ao uso de meios coercivos.

Entretanto, o vereador da área mostrou-se receoso uma vez que o processo de alocação da viatura ao candidato da Frelimo foi a pedido do partido pelo qual Absalão Siweia concorria, a Frelimo, tendo a mesma sido disponibilizada no mês de Agosto do ano passado, quando ele foi confirmado como candidato.

Frelimo distancia-se do caso

Contactado pelo @Verdade, Francisco Amphuai, primeiro secretário da Frelimo a nível da cidade de Nampula, destramatizou o caso, alegando desconhecer se a edilidade teria alocado ao candidato desta formação política alguma viatura para o seu uso durante a campanha eleitoral. “Trata-se de informações avançadas por pessoas de má fé, que pretendem a todo custo manchar a imagem do partido e do seu candidato derrotado”.

Amphuai referiu igualmente que, nas actividades de “caça ao voto”, a Frelimo sempre pautou pelo respeito pela lei e que os meios circulantes usados têm sido cedidos pelos seus membros, agentes económicos parceiros do partido, o que significa que está descartada a possibilidade do uso de meios provenientes das instituições públicas.

Refira-se que, depois de confirmada a derrota da Frelimo e do seu candidato na cidade de Nampula, há denúncias de pilhagem e vandalização dos recursos e meios da edilidade pelos funcionários, distribuição arbitrária de talhões para construção de habitação cujos processos se encontravam encalhados anos, entre outros actos de sabotagem.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!