Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

A promessa “arriscada” de mudar o cenário do andebol no país

O presidente da Associação Provincial de Andebol a nível de Maputo pretende candidatar-se à presidência da Federação Moçambicana da modalidade. Esta pretensão surge numa altura em que a prática do andebol debate-se com sérios problemas relacionados com a falta de incentivos por parte dos dirigentes desportivos, na promoção de campeonatos e na massificação, incluindo a melhoria das infra-estruturas para a prática desportiva.

O @Verdade em Nampula conversou com Abudo Ussene Jocordasse no decurso do Campeonato Nacional de Andebol realizado recentemente naquela região do país. Caso seja eleito nos pleitos marcados para este mês (Janeiro), a fonte disse que irá priorizar acções tendentes a tirar a modalidade do anonimato e, acima de tudo, garantir a sua massificação.

Jocordasse avançou que uma das estratégias a ser usada pelo seu futuro colectivo será a realização de eventos desportivos para a promoção da modalidade, designadamente nos bairros, postos administrativos, centros urbanos, entre outras regiões do país.

De acordo com o nosso interlocutor, trata-se de uma experiência colhida na vizinha República de Angola, onde as autoridades governamentais e desportivas, em particular, apostam na divulgação de competições com a participação de atletas emergentes na modalidade nos escalões de iniciados.

“Este princípio tem em vista garantir a formação dos jogadores e criar no seio dos praticantes de andebol o espírito de competitividade. Porém, tendo em conta que muitos jogadores têm muita fé em relação aos resultados a alcançar nos eventos, a falta de oportunidades para o efeito continua a retardar o desenvolvimento das suas habilidades”, disse.

Segundo as suas palavras, a região norte de Moçambique tem sido a menos beneficiada das oportunidades de participação, se comparada com as outras. Referiu que, no seu ponto de vista, as equipas localizadas nas regiões distantes da capital moçambicana não beneficiam de oportunidades de participação em campeonatos da modalidade.

Por exemplo, no Campeonato Nacional de Andebol realizado em Nampula, houve equipas que participaram apenas para ganhar experiência no que diz respeito à competitividade em eventos similares.

Infra-estruturas desportivas

No concernente ao grande problema com que se debatem as formações desportivas de quase todas as capitais provinciais, que é a falta de infra-estruturas apropriadas, Abudo Jocordasse disse que, caso seja eleito, vai realizar encontros com os gestores desportivos das direcções provinciais da Juventude e Desportos com vista a sensibilizá-los sobre a necessidade de melhorar os recintos desportivos através da sua reabilitação com vista a incentivar a camada jovem a praticar actividades desportivas.

Referiu ainda que os campos existentes nas províncias podem proporcionar um ambiente saudável para a prática do andebol, mas a falta de interesse dos dirigentes da área contribui para o desencorajamento das camadas vivas da sociedade, principalmente os jovens. Além disso, disse que o estágio de um mês realizado ano passado em Angola ajudou-o a enriquecer a sua experiência sobre a gestão no sector desportivo.

Formação de atletas

De uma forma geral, os atletas que militam em diversas formações desportivas da modalidade do país praticam o desporto por “amor à camisola”. O mesmo acontece com os jogadores das equipas que estão nas capitais provinciais que têm apenas a oportunidade de aprender o andebol no momento em que o Governo promove os campeonatos escolares.

Foi o que aconteceu no recente Campeonato Nacional de Andebol. as equipas que representaram a província de Nampula eram compostas por atletas que aparentavam não ter o mínimo domínio sobre a prática da modalidade de andebol, incluindo a falta de experiência no que diz respeito à participação em grandes eventos desportivos. Os jogadores, de ambos os sexos, apresentavam um nível competitivo muito baixo, o que ditou a sua precoce eliminação.

“Isso revela que os jogadores não têm oportunidades, desde os escalões iniciais, de participar em torneios do seu nível. E com o andar do tempo podem aperfeiçoar e procurar melhorar as suas habilidades tendo em vista o crescimento do respectivo nível de competição”, sublinhou Jocordasse.

Neste contexto, há toda uma necessidade de apostar na promoção de torneios de andebol com a participação de equipas dos escalões de iniciados. E os dirigentes das formações desportivas devem privilegiar a formação dos atletas de modo a melhorar a sua prestação nas competições, o que vai permitir o desenvolvimento da carreira e consequente surgimento de eventuais craques que poderão integrar a selecção nacional para, eventualmente, representar o país além- -fronteiras.

O candidato à presidência da Federação Moçambicana de Andebol disse que a sua eleição para este cargo será um marco para o desenvolvimento da modalidade de andebol a nível de todo o país porque, segundo avançou, irá privilegiar a realização de cursos de formação dos atletas e treinadores, incluindo a realização de campeonatos em iniciados e seniores, sendo que os escalões subsequentes deverão ser suportados pelos dirigentes da área desportiva os quais não se preocupam em desenvolver esforços com vista a melhorar os níveis de competição das equipas desde a base.

No seu entender, a massificação, que tem sido promovida pelos movimentos associativos, deve ser feita pelas entidades governamentais responsáveis pelo sector do desporto.

“Hoje, além de assegurar o seu fortalecimento, os clubes e as associações provinciais devem garantir a promoção de campeonatos regulares. A mobilização de recursos é feita pelos respectivos responsáveis que são obrigados a criar parcerias com agentes económicos que, em grande parte, não abrem as mãos para prestar o seu apoio aos clubes”.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!