Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

96 Argelinos mortos na tentativa de atravessarem Mediterrâneo em 2018

No total, 96 argelinos morreram, em 2018, ao tentarem atravessar o Mediterrâneo como migrantes clandestinos, anunciou o ministro argelino do Interior e Coletividades Locais, Noureddine Bedoui.

Segundo o governante argelino, que falava quinta-feira última, na abertura do Fórum Nacional de Luta contra a Migração Clandestina, em Argel, 344 pessoas compareceram em jurisdições competentes por acusações ligadas ao tráfico de seres humanos, das quais 24 condenadas a penas de prisão efectiva.

Indicou que 119 corpos sem vida foram recuperados, depois de terem tentado atravessar o Mediterrâneo para a Europa, a partir da Argélia, e sido finalmente arrastadas pelas ondas até às costas argelinas.

O ministro argelino do Interior evocou, além disso, a descoberta de “coisas vergonhosas e reveladoras do caráter abjeto destes traficantes desprovidos de humanismo”, ao exporem à morte jovens inocentes e inconscientes deste perigo, a bordo de embarcações casuais e inseguras, em conflito com as normas de segurança.

Neste contexto, Bedoui apelou a todas as unidades de segurança para “fazerem cada vez mais sacrifícios e esforços a fim de frustrarem planos elaborados aqui e acolá para desiludir estes jovens por “heróis criminosos em busca de proveito individual, em detrimento da vida dos nossos jovens frustrados”.

Prometeu a estes indivíduos sem escrúpulos que os seus crimes não ficarão impunes e que a justiça nunca os tolerará.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Related Posts

error: Content is protected !!