Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

14,1% de moçambicanos são biscateiros

Não obstante grandes investimentos que estão a ser aplicados na Educação, cerca de 32,8% de adultos moçambicanos nunca frequentaram qualquer tipo de Ensino ou, no mínimo, aulas de alfabetização, segundo resultados de um estudo divulgado na terça-feira, em Maputo, pelo Ministério das Finanças e patrocinado pelo Banco KFW da Alemanha.

O estudo concluiu ainda que grosso número daqueles moçambicanos sobrevive de biscates – emprego informal por conta própria –, numa percentagem de 14,1%, de acordo igualmente com resultados da pesquisa divulgados terça-feira.

Ainda na área da Educação, seis porcento de adultos moçambicanos não completaram nenhum nível de escolaridade, enquanto 4,4% receberam aulas de alfabetização e com Ensino Superior feito está uma percentagem de apenas 0,7%, idêntica taxa para adultos que completaram os Ensinos Básico e Técnico Médio.

Percentagem maior (24,8%) é de adultos que completaram o Ensino Primário do Primeiro Grau (EP1), ou seja, 1ª a 5ª classes, contra 13,8% com o EP2 ou 6ª e 7ª classes concluídas, 9% com o Ensino Secundário Geral (ESG1) concluído e 3,4% com décima segunda classe e 0,2% de moçambicanos com o Ensino Técnico Elementar concluído.

RENDIMENTOS

Quanto a rendimentos, o estudo do Ministério das Finanças diz ter concluído que 97,1% de adultos que incluem aqueles que recebem dinheiro de um membro da família ou agregado familiar recebem algum tipo de rendimento, enquanto 34,5% de moçambicanos com 16 ou mais anos de idade dependem de um outro membro para suportarem as suas despesas pessoais.

O sector informal domina a fonte de rendimento de moçambicanos adultos, com maior predominância para aqueles que trabalham na Agricultura, negócio próprio e emprego casual, mais conhecido por biscate. Apenas 8,8% da população adulta têm emprego assalariado, dos quais cerca de um terço recebe salários através de um banco.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!