Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

13% de crianças moçambicanas estudarão debaixo de árvores em 2011

Estimativas oficiais indicam que pelo menos cerca de 13% de crianças moçambicanas continuarão a estudar debaixo de árvores em 2011, devido à falta de edifícios escolares em número necessário para acolher todos os discentes.

 


 

Um documento do Ministério da Educação, em poder do Correio da manhã, indica que o cenário resulta de cortes de financiamento externo no valor global de 337 milhões de dólares norte-americanos a se registar no próximo ano devido à crise financeira mundial (Cm 3458, pág. 3).

O referido documento indica que o Executivo moçambicano dispõe apenas de cerca de 70 milhões de dólares para a construção de mais edifícios escolares em todo o país, “valor que é insignificante para o programa do sector”.

Por outro lado, o rácio alunos/ professor voltará ao verificado em 2006, que foi de 71 alunos para um professor, contra os actuais 66 alunos/ professor, enquanto os livros escolares de distribuição gratuita estarão reduzidos em cerca de 25%.

Igualmente a taxa de transição para o Ensino Secundário irá diminuir dos actuais 75% para 45%, nos próximos três anos, mas a de desistência manter-se-á em cerca de 10%.

Frisa-se que cerca de 300 mil crianças moçambicanas constituem a média anual de crianças que não entram no Ensino, alegadamente, “por razões ligadas à pobreza”, realça o documento do Ministério da Educação em poder do nosso jornal.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!