Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

CAN 2013: Zâmbia reconduz mesma equipa para CAN 2013

O selecionador da seleção nacional de futebol da Zâmbia, Hervé Renard, declarou que a equipa que venceu o Campeonato Africano das Nações (CAN) de 2012 será no essencial reconduzida durante o CAN de 2013 que terá lugar na África do Sul.

O treinador francês afirmou em entrevista concedida ao site da Confederação Africana de Futebol (CAF) que ele vai reconduzir “80 a 85 porcento” da equipa. Ele afirmou que ele vai aumentar jogadores chaves como Emmanuel Mbola, que estava suspenso durante o CAN de 2012, além de Jacob Mulenga, Collins Mbesuma e William Njovu, que não participaram na última edição do CAN.

O selecionador pronunciou-se igualmente sobre a preparação da equipa zambiana, “os Chipolopolo”, para o próximo Campeonato Africano. Além do jogo amistoso disputado e perdido sábado contra a Tanzânia por (1-0), a Zâmbia vai igualmente disputar pelo menos três jogos amistosos contra a Swazilândia a 5 de janeiro, contra Marrocos a 8 de janeiro e contra a Noruega a 12 de janeiro.

Os Zambianos começaram a sua preparação a 15 de dezembro com um estágio de seis semanas para os futebolistas locais. Após o jogo de sábado disputado em Dar-es-Salaam, os jogadores descansaram e serão convocados a 26 de dezembro em Joanesburgo. O resto da equipa, os que evoluem na Inglaterra e noutros países, vai progressivamente juntar-se ao grupo que estará completo a 8 de janeiro.

Questionado se a Zâmbia estava pronta para defender o seu título, o selecionador Hervé Renard respondeu: ”Evidentemente. É natural. Vamos assumir as nossas responsabilidades, mesmo se não somos os favoritos desta competição”.

Ele designou a Costa do Marfim como a sua equipa favorita para o CAN de 2013, mas sublinhou que a Zâmbia, o Gana, a África do Sul, a Tunísia, o Mali, a Argélia e a Nigéria têm igualmente reais chances de vencer a prova.

Falando das suas perspetivas, ele revelou a possibilidade de renovar o seu contrato que expira em julho de 2014, apesar de ofertas de países do Golfo Pérsico e da China. “Poderia ganhar mais dinheiro num outro país, mas tenho um projeto na Zâmbia”, declarou.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!