Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Xiconhocas da semana: Pai que praticava incesto; Federação Moçambicana de Futebol; Xisto Conde

Xiconhocas da semana: Lizha James; Atanásio M’Tumuke; Standard Bank

Os nossos leitores elegeram os seguintes Xiconhocas na semana finda:

Pai que praticava incesto

Há indivíduos que não devem ser considerados de pai, devido ao seu comportamento que chega a ser doentio. É o caso do sujeito de 40 anos de idade, que, desde o ano de 2014, vinha abusando sexualmente a sua própria filha, de 14 anos de idade,  no bairro de Tsalala, no município da Matola, província de Maputo. O sucedido, denunciado pela adolescente às autoridades policiais, chocou os moradores daquela zona residencial. O Xiconhoca, ora a contas com a Polícia da República de Moçambique (PRM), confessou o incesto e usou a desculpa esfarrapada segundo a qual suspeita que tenha sido possuído por um mau espírito.

Federação Moçambicana de Futebol

O problema do nosso futebol não tem a ver necessariamente com os jogadores. A Federação Moçambicana de Futebol (FMF) é a principal culpa pelos maus resultados da nossa selecção nacional e do péssimo futebol que se pratica neste país à beira do Índico. Por clara incompetência dos dirigentes da FMF, os “Mambas” foram afastados da 2ª eliminatória de apuramento para o “Mundial” de 2018. A FMF decidiu que a selecção iria viajar num voo fretado, supostamente para evitar o desgaste das ligações aéreas sempre complicadas no nosso continente. Mas não foi isso que aconteceu. Os jogadores chegaram a Gabão sem tempo para treino de adaptação ao relvado e à iluminação as 18 horas locais.

Xisto Conde

O cidadão Xisto Conde é um dos muitos automobilistas inconsequentes que pululam nas estradas do país, colocando em perigo vidas humanas. Mas este indivíduo mostrar ser um Xiconhoca da pior espécie que se tenha registo, ao arrancar buscamente a viatura na qual se fazia transportar, arrastando uma agente da Polícia de Trânsito quando esta o mandou parar. O sujeito colocou em perigo a vida da agente em serviço e, como se não bastasse, pôs-se em fuga. Volvidos alguns dias, o Xiconhoca, quando se apercebeu de que havia um vídeo circulando nas redes sociais sobre o atentado que protagonizou, entregou-se às autoridades policiais.

Share on whatsapp
WhatsApp
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on telegram
Telegram

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

error: Content is protected !!