Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Xiconhocas da semana: Camaradas accionistas do Nosso Banco; Rogério Manuel; Governo da Frelimo

Xiconhocas da semana: Lizha James; Atanásio M’Tumuke; Standard Bank

Os nossos leitores elegeram os seguintes Xiconhocas na semana finda:

Camaradas accionistas do Nosso Banco

Quando assunto é burla, espoliação, roubo ou compadrio, tem sempre um “camarada” metido na história. É o caso do “Nosso Banco”, que tinha como um dos accionistas a SPI, uma fraudulenta sociedade anónima constituída por pelo membros do partido Frelimo. Aliás, onde tem a mão de um camarada, as coisas têm a dar errado, pois estes são especialistas em roubalheira. Uns corruptos profissionais, que medra à custa do sofrimento do povo moçambicano. Hoje o “Nosso Banco” fechou as portas lesando milhares de moçambicanos, e certamente os camaradas saíram pela porta detrás com sacos cheio de dinheiro.

Rogério Manuel

Há indivíduos que deveriam ser submetidos a uma boa sessão de chambocos a ver se consegue perceber o enorme monte de sujeira que ele carrega. É o caso de Rogério Manuel, presidente da Confederação das Associações Económicas de Moçambique (CTA). O Xiconhoca, no cúmulo do seu cinismo, veio ao público questionar os interesses por detrás das exigências do Fundo Monitário Internacional (FMI). Um sujeito como Rogério Manuel, que andou a mamar no INSS e oferecer uma viatura a Armando Guebuza, mostrando a sua cumplicidade com os lesa-pátria, não tem moral para atirar pedras ao FMI.

Governo da Frelimo

O Governo da Frelimo é, sem dúvidas, o governo mais estúpido deste planeta. E a cada dia que passa, ele mostra que a sua estupidez e ignorância aguda não têm limites. Há alguns anos que existe uma iniciativa para a construção de “Escolas Seguras”, resilientes aos desastres naturais, que custam somente mais 8% do que uma construção convencional, mas o Governo da Frelimo continua a optar por reabilitar todos anos as que sofrem com as calamidades naturais. Essa falta de vontade de construir novas escolas é deveras preocupante!

Share on whatsapp
WhatsApp
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on telegram
Telegram

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

error: Content is protected !!