Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Xiconhocas da semana: Agostinho Vuma; Polícia; BCI

Xiconhocas da semana: Lizha James; Atanásio M’Tumuke; Standard Bank

Os nossos leitores elegeram os seguintes Xiconhocas na semana finda:

Agostinho Vuma

O presidente da Confederação das Associações Económicas (CTA) de Moçambique, Agostinho Vuma, perdeu uma grande oportunidade de ficar calado. Visivelmente emocionado e sem nenhuma réstia de sentimento para com o pobre e honesto funcionário, a figura (leia-se Xiconhoca) sugeriu ao Executivo de Nyusi que congelasse em 2018 o aumento nos ordenados e 13º mês de salário como forma de atenuar o desequilíbrio das contas públicas. Uma sugestão dessas só poderia vir de alguém que anda de barriga cheia. Quanta estupidez!

Polícia

A Polícia da República de Moçambique (PRM) tornou- se, nos últimos tempos, sanguinária. Ao invés de prender os malfeitores, a Polícia moçambicana tem estado a assassinar supostos bandidos em plena via pública. A título de exemplo, na semana passada a Polícia executou nove malfeitores em Maputo e diz que o acto não foi intencional, pois visou defender a integridade física dos membros da corporação. Esta é, sem dúvidas, mais uma desculpa esfarrapada da Polícia que não tem sabido cumprir com as suas obrigações.

BCI

O Banco Comercial e de Investimentos (BCI), que cinicamente se diz “uma banco daqui”, não passa de aproveitador que tem estado a lucrar graças ao sofrimento do povo moçambicano. Num ano em que o país atravessou uma das suas piores crises económicas e financeiras, o BCI registou lucros astronómicos, em mais de dois mil milhões de meticais, frutos de altas as taxas de juro, que paradoxalmente estão insustentável para os seus clientes, e também dos juros que ganhou comprando Dívida Pública, que o povo será obrigado a pagar. Bando de mercenários!

WhatsApp
Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

error: Content is protected !!