Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Xiconhocas da semana: Abdul Carimo Sau; Polícia nas eleições; Assassinos de inocentes indefesos

Xiconhocas da semana: Lizha James; Atanásio M’Tumuke; Standard Bank

Os nossos leitores elegeram os seguintes Xiconhocas na semana finda:

Abdul Carimo Sau

O Presidente da Comissão Nacional de Eleições (CNE), o Sheik Abdul Carimo Nordine Sau, é mesmo um Xiconhoca da pior espécie que existe. O sujeito, no auge da sua Xiconhoquice, chamou de “cães” a todos os seus críticos que têm repudiado de forma veemente a maneira parcial que dirige aquele órgão eleitoral. É sabido que o Xiconhoca entrou para a CNE num processo pouco transparente e “driblando” todas Organizações da Sociedade Civil envolvidas no escrutínio eleitoral. Só mesmo um Xiconhoca é incapaz de recohecer os seus erros!

Polícia nas eleições

Como já era de se esperar a Polícia da República de Moçambique (PRM) voltou a ser o protagonista das quintas eleições autárquicas. Este bando de Xiconhocas começou a manchar a festa dos moçambicanos durante a campanha eleitoral, com o caso de agressão de membros dos partidos da oposição. Como se isso não bastasse, vimos estes Xiconhocas, armados até aos dentes, a amedrontarem os moçambicanos durante o processo de votação. Bando de Xiconhocas!

Assassinos de inocentes indefesos

Há um bando de improdutivos que tem estado a semear lutos nas famílias moçambicanas. Por motivos não explicados, estes Xiconhocas tem estado a atacar cidadãos inocentes e indefesos. Os casos mais recentes de barbaridade cometida pelos Xiconhocas são o assassinato de uma jovem em Nampula e um cidadão em Angónia, província de Tete. Estes sujeitos não merecem outra sorte senão mofar numa minúscula cela.

WhatsApp
Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

error: Content is protected !!