Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Vitória entrega tractor para impulsionar produção agrícola em Mabadine

A Associação dos Ex-Mineiros de Mabadine recebeu, recentemente, um tractor e respectivas alfaias, pilador e moageira para impulsionar a produção e produtividade agrícola naquela parcela do distrito da Massinga, província de Inhambane.

A entrega do tractor, pilador e moageira, avaliados em um milhão e 500 mil meticais foi feita, pela ministra do Trabalho, Emprego e Segurança Social (MITESS), Vitória Diogo, no âmbito da assistência social que a instituição presta aos antigos trabalhadores das minas da África do Sul, viúvas e dependentes.

Intervindo na ocasião, Vitória Diogo expressou o desejo de que o tractor aumente os níveis de produção e melhore a dieta alimentar dos associados e da população da localidade de Mabadine.

“O Governo acredita que a pobreza será combatida pelos braços dos moçambicanos, na medida em que cada um na sua frente der o melhor de si na produção de alimentos para suprir as necessidades”, disse a ministra. Vitória Diogo acrescentou ainda que há dois anos estiveram em Mabadine, para deixar insumos agrícolas, sementes e, nessa ocasião, a associação solicitou um tractor e pilador, devido ao crescimento da actividade agrícola, para a qual já não se adequa o uso de enxada para a produção à grande escala. “Por isso, hoje, respondemos à vossa solicitação trazendo o tractor”, frisou Vitória Diogo.

Segundo a governante, é desejo do MITESS que o tractor sirva, não só, para lavrar as machambas dos associados, como também para abrir outros espaços e lavrar outros terrenos, como forma de garantir a manutenção e rentabilização da máquina.

Para além do tractor e respectivas alfaias, foram ainda entregues sementes para que os associados entrem com força na campanha agrícola, ora em curso. Por sua vez, o presidente da Associação dos Ex-Mineiros de Mabadine, Felisberto Faluço, saudou o esforço empreendido pelo Governo, na busca de uma paz efectiva o que irá proporcionar condições para uma boa produção agrícola, num ambiente de tranquilidade.

Faluço referiu ainda que, graças ao ambiente de paz que se vive, a associação fundada em 2008, viu o número de membros aumentar de 20 para 30, dos quais 22 são mulheres. Aumentou ainda a área de produção e níveis de produtividade, em termos de área colectivamente produzem milho, mandioca, amendoim, feijão nhemba e mapira em oito hectares, porém, individualmente, cada membro possui uma parcela que perfaz 70 hectares.

A associação apostou no agro-processamento de cereais, criação de gado bovino, caprino e aves. Ainda no contexto da deslocação à província de Inhambane, a ministra Vitória Diogo procedeu à entrega de uma unidade móvel de agro-processamento, “As nossas escolas de andam” no distrito de Zavala a um grupo de 20 mulheres, maioritariamente produtoras de potenciais produtos que serão objecto de processamento.

A entrega da unidade móvel enquadra-se nas políticas do Governo, visando o aumento da empregabilidade dos jovens, através de acções de formação profissional, de forma a municiar, a este grupo capacidades e habilidades técnico-profissionais com vista à sua entrada no mercado do trabalho ou auto-emprego. Para o presente ano, foi prevista a formação de 125.940 beneficiários, dos quais, até ao momento foram formados 116.228, destes 3.616 são de Inhambane.

Trata-se da segunda unidade móvel entregue à província de Inhambane, sendo que a primeira foi em 2012 na especialidade de hotelaria e turismo para garantir a cobertura geográfica em todas as zonas rurais da província. “Esperamos com estas unidades móveis formar nos próximos dois anos, mais de 500 beneficiários, com prioridade para mulheres e jovens”, disse Vitória Diogo.

Facebook
Twitter
LinkedIn
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!