Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Violência na Nigéria já fez mais de 500 mortos, diz ONG

Mais de 500 pessoas morreram no norte da Nigéria, zona maioritariamente muçulmana, em incidentes violentos registados após as eleições presidenciais de 16 de Abril. O número foi divulgado este domingo por uma organização não governamental de defesa dos Direitos Humanos.

«O último balanço é de 516» mortos, segundo informações recolhidas pelo Congresso de Direitos Civis, enquanto as autoridades do país se recusam a fornecer números para não agravarem as tensões nas várias comunidades locais. À agência AFP, Shehu Sani, dirigente daquela organização, admitiu que os números podem ser superiores e que foram contabilizados sobretudo os mortos na zona sul de Kaduna.

O trabalho no terreno das equipas é um «pouco difícil», acrescentou, adiantando que «alguns corpos estão queimados e não podem ser identificados» e vários feridos morreram no hospital.

As revoltas iniciaram-se depois da vitória eleitoral de Goodluck Jonathan, um cristão originário do Sul, contra 19 candidatos, entre os quais o antigo chefe da junta militar, o muçulmano Muhammadu Buhari, que tem contestado os resultados.

Entretanto, as autoridades nigerianas estão em alerta máximo e ordenaram ao exército que reforçasse a segurança para as eleições regionais de terça-feira para eleger 31 governadores.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!