Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Vinte e uma pessoas morrem depois de beberem licor tóxico na véspera de Natal

Vinte e uma pessoas, a maioria cristãs, morreram depois de consumirem um licor tóxico na véspera de Natal no centro do Paquistão, informou nesta terça-feira a polícia.

O incidente aconteceu numa colónia cristã na cidade de Toba Tek Singh, a 338 quilómetros de Islamabad. “Os residentes de Mubarakabad Basti fabricaram um licor na véspera de Natal e consumiram-no. O licor, que acabou por ser tóxico, matou 21 pessoas e afectou seriamente outras 50”, disse Muhammad Nadeem, da polícia local, à agência à AFP.

A maioria das mortes, explicou, aconteceram na segunda-feira. “Entre os que morreram com o licor tóxico estavam 19 cristãos e dois muçulmanos”, explicou Nadeem.

Apesar de existirem destilarias legais no Paquistão, a venda e consumo de álcool é proibida para muçulmanos e severamente regulada para minorias e estrangeiros. Enquanto os paquistaneses abastados compram álcool estrangeiro engarrafado a preços inflacionados, os pobres frequentemente recorrem ao fabrico doméstico, que pode conter metanol, usado em anticongelantes e combustíveis. O

nze cristãos morreram em Outubro após consumirem licor tóxico numa festa na província de Punjab. Em Outubro de 2014, pelo menos 29 consumidores morreram depois de beber licor com metanol durante os feriados do Eid.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!