Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Vinte e três indivíduos detidos por posse ilegal de armas de fogo em Moçambique

A Polícia da República de Moçambique (PRM) recolheu aos calabouços 23 cidadãos com idades compreendidas entre 18 e 35 anos, acusados de posse ilegal de armas de fogo do tipo pistola e uma AK47 com quatro munições e um carregador, entre 20 e 26 de Dezembro prestes a findar, nas províncias de Maputo, de Gaza, de Inhambane, de Manica, da Zambézia e de Nampula.

De acordo com Pedro Cossa, porta-voz do Comando-Geral da PRM, estes malfeitores protagonizavam roubos nas residências, nos estabelecimentos e na via pública.

Aquele agente da Lei e Ordem disse estar desapontado com a comunidade porque não denuncia os gatunos. Contudo, Cossa garante que a corporação está a trabalhar no sentido de descobrir a origem das armas em causa, com as quais os malfeitores têm estado a criar pânico em diferentes pontos do país, com maior visibilidade nos centros urbanos.

No período em alusão, a Polícia deteve também 1.937 indivíduos, dos quais 1.837 por violação de fronteiras, 87 por prática de vários crimes e três por imigração ilegal. Na mesma semana, a República sul-africana repatriou 12 moçambicanos por permanência ilegal naquele país.

Facebook
Twitter
LinkedIn
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!