Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Vídeo mostra cidadão negro de mãos ao alto antes de ser baleado por polícia nos EUA

Um funcionário negro de um centro de assistência que foi baleado pela polícia na cidade de North Miami, no Estado norte-americano da Flórida, disse estar mais preocupado com o seu paciente autista do que consigo mesmo antes de sentir o impacto de uma bala na perna.

Na quarta-feira o terapeuta comportamental Charles Kinsey contou ao canal WSVN-TV de Miami que tentava acalmar o paciente, que havia fugido do centro na segunda-feira, quando a polícia chegou.

Kinsey estava de costas com as mãos ao alto em obediência às ordens dos policiais, que, de acordo com um comunicado da polícia, respondiam a uma chamada telefónica a respeito de um homem armado que ameaçava suicidar-se.

“Enquanto estiver com as mãos ao alto, eles não irão atirar em mim. É isso que eu penso”, contou Kinsey numa entrevista na sua cama de hospital na quarta-feira. “Uau, como estava errado”.

A procuradora-geral dos Estados Unidos, Loretta Lynch, disse nesta quinta-feira que o Departamento de Justiça está a recolher informações sobre o incidente, o mais recente de uma série envolvendo policiais que dispararam contra negros no país.

Kinsey afirmou ter dito à polícia que não estava armado e que não havia necessidade de se usar armas, e disse à WSVN-TV que manteve as mãos erguidas durante todo o tempo e que perguntou ao policial ‘senhor, por que atirou em mim?'”. “Ele disse ‘não sei'”, contou Kinsey.

O polícia, que não foi identificado, está afastado, um procedimento padrão, disse o departamento. Imagens de celular mostrando Kinsey com as mãos para o alto antes de o policial abrir fogo foram parar na internet ainda na quarta-feira, despertando nova revolta. O disparo em si não foi gravado.

 

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!