Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Vettel vence GP Brasil, Webber é 2o e Alonso 3o

Fórmula 1:Título de pilotos decide-se em Yas Marina

A Red Bull confirmou seu favoritismo e conseguiu uma dobradinha no Grande Prêmio do Brasil, este domingo, com o alemão Sebastian Vettel em primeiro e o australiano Mark Webber em segundo, com esta vitória a equipa conquista pela primeira vez na sua história o Mundial de Construtores de Formula 1. Fernando Alonso, que poderia ser campeão em Interlagos com uma combinação de resultados, cruzou a linha de chegada na terceira colocação e continua a liderar o Mundial de Pilotos, assim, a definição do título entre os pilotos da Fórmula 1 em 2010 foi adiada para Abu Dhabi, última prova da temporada, daqui uma semana.

Três pilotos disputam o título Alonso está na primeira posição, com 246 pontos, contra 238 de Webber e 231 de Vettel, o que promete uma disputa acirrada para a próxima corrida.

Os pilotos da McLaren Lewis Hamilton e Jenson Button, que sofreu uma tentativa de assalto ao deixar o circuito na noite de sábado, ficaram em quarto e quinto lugares, respectivamente, à frente da dupla da Mercedes Nico Rosberg e Michael Schumacher.

Sob forte sol em São Paulo e as arquibancadas quase lotadas os fãns viram os pilotos da casa sofrerem no circuito de Interlagos. Após largar em nono, Felipe Massa teve um problema com um pneu de sua Ferrari e teve que parar duas vezes na seqüência nos boxes. Na 60a volta ainda saiu da pista, acabando somente em 15o. Rubens Barrichello, da Williams, terminou na 14a posição, depois de também ter dificuldade com os pneus. Lucas di Grassi, da Virgin, não completou a prova, enquanto Bruno Senna ficou em 21o com a Hispania Racing.

A corrida começou agitada. Vettel passou o surpreendente Nico Hulkenberg, que fez a pole com pista molhada com a Williams no sábado, na largada e logo depois Webber fez o mesmo. Ainda na primeira volta, Alonso ultrapassou Hamilton e saltou para a quarta colocação. O espanhol passou a perseguir o novato da Williams e o superou na sétima volta.

Depois foi a vez de Hamilton passar o companheiro de Barrichello na Williams. O panorama da prova pouco mudou depois disso até que Vitantonio Liuzzi bateu forte, provocando a entrada do safety car na pista na 52a volta.

No entanto, após a relargada os principais pilotos mantiveram suas posições, numa prova sem muitas alternativas, como vinha acontecendo nos últimos anos em São Paulo, com chuva tumultuando as corridas.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!