Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Venda de mercado a uma igreja revolta vendedores em Nampula

Os citadinos e os vendedores do “Mercado do Bairro”, no Mutauanha, Posto Administrativo de Muatala, estão revoltados com o Conselho Municipal da Cidade de Nampula, alegadamente porque este, em conluio com o Grupo Dinamizador local, vendeu aquele mercado a uma igreja.

O mercado, ora na origem da desavença, é o mais antigo daquele bairro. Segundo contam os vendedores, trata-se de um espaço que em tempos conheceu maior afluência de clientela, não obstante o número estar a reduzir.

Entretanto, o município fixou 15 de Outubro próximo como prazo limite para os vendedores abandonarem o mercado a fim de ser transformado em igreja. Os visados ficam pé e afirmam que não sairão dali, seja qual for a força policial que lá se dirigir a fim de contrariar a posição.

Em contacto com o @verdade, alguns vendedores explicaram que da década 90 a esta parte aquele espaço comercial foi ficando menor como consequência da sua venda em fragmentos. Hoje, quando se pensava que no pouco chão que sobra seria construído um mercado convencional, eis que a edilidade o vende para fins religiosos.

Antes do aviso de retirada, o Conselho Municipal da Cidade de Nampula mandou um grupo de seus funcionários fazer medições no terreno. Com isto, os vendedores encheram-se de satisfação ao pensarem que algo de bom estava por vir. A decepção não tardou chegar, pois a palavra de ordem foi: “abandonem o mercado até dia 15 de Outubro”.

Os utentes do “Mercado do Bairro” questionam, a quem de direito, como aderir aos recorrentes apelos de combate à pobreza se há que luta para desfazer o ganha-pão de algumas famílias. Narram igualmente que a edilidade tem se desdobrado em transformar públicos em habitações, armazéns e lojas privadas. A título elucidativo mencionaram “a construção desregrada de armazéns na Estrada Nacional Número 8, para quem sai da mesma cidade de Nampula para Nacala”.

O Conselho Municipal da Cidade de Nampula foi contactado para dar explicações sobre o caso, mas que o porta-voz quer o vereador não estiveram disponíveis

Facebook
Twitter
LinkedIn
Pinterest

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!