Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Vencedor do Nobel de Medicina morre antes de saber de prêmio

Um cientista que venceu o prêmio Nobel de Medicina esta segunda-feira usou as próprias descobertas para se tratar de um cancro, mas morreu em decorrência da doença apenas dias antes de receber a notícia do prêmio.

Os colegas do canadense Ralph Steinman, Rockefeller University, de Nova York, afirmaram que ele prolongou a sua vida com uma nova terapia baseada na pesquisa vencedora sobre o sistema imunológico do corpo.

Mas o médico de 68 anos, que brincou com sua família na semana passada que aguentaria até o anúncio do prêmio anual, morreu na sexta-feira após uma batalha de quatro anos contra um cancro no pâncreas. Ele não chegou a saber que o trabalho de uma vida inteira havia sido coroado com a mais alta honraria científica.

“Queríamos que ele estivesse aqui para isso”, disse a filha dele, Alexis Steinman, de 34 anos. “Falávamos assim: ‘Está bem, pai, sei que as coisas não estão bem, mas o Nobel, eles vão anunciá-lo na próxima segunda-feira’. E ele disse: ‘Eu sei que tenho de esperar para isso. Eles não lhe dão (o prêmio) se você morrer’.” “Tenho de aguentar para isso.”

Classificando a situação de “inigualável”, o Comitê do Nobel da Suécia ainda estava estudando como conciliar o anúncio com a regra de não conceder prêmios póstumos. O comitê informou ter recebido a notícia da morte de Steinman duas horas depois de declarar ao mundo que ele compartilharia o prêmio anual de 1,5 milhão de dólares com o norte-americano Bruce Beutler e Jules Hoffman, da França.

Mais tarde, a Fundação Nobel informou que a decisão de conceder o prêmio ao cientista canadense permaneceria inalterada apesar de sua morte. O dinheiro do prêmio, segundo a fundação, deve ser transferido para o espólio de Steinman. “O dinheiro será transferido para seu espólio”, afirmou a porta-voz da fundação, Annika Pontikis. “Será o que sua família decidir.”

“É realmente impossível descrever como a nossa família está se sentindo neste momento. Estamos devastados por ter perdido Ralph”, disse Adam, filho de Steinman, a jornalistas em Nova York. “Estamos tão orgulhosos de nosso pai por receber essa honra maravilhosa…Sabemos que ele viverá por meio de suas contribuições científicas.”

A pesquisa de Steinman contribuiu para o lançamento no ano passado da primeira vacina que ele desenvolveu para extirpar tumores.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!