Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Vencedor do Nobel de Medicina morre antes de saber de prêmio

Um cientista que venceu o prêmio Nobel de Medicina esta segunda-feira usou as próprias descobertas para se tratar de um cancro, mas morreu em decorrência da doença apenas dias antes de receber a notícia do prêmio.

Os colegas do canadense Ralph Steinman, Rockefeller University, de Nova York, afirmaram que ele prolongou a sua vida com uma nova terapia baseada na pesquisa vencedora sobre o sistema imunológico do corpo.

Mas o médico de 68 anos, que brincou com sua família na semana passada que aguentaria até o anúncio do prêmio anual, morreu na sexta-feira após uma batalha de quatro anos contra um cancro no pâncreas. Ele não chegou a saber que o trabalho de uma vida inteira havia sido coroado com a mais alta honraria científica.

“Queríamos que ele estivesse aqui para isso”, disse a filha dele, Alexis Steinman, de 34 anos. “Falávamos assim: ‘Está bem, pai, sei que as coisas não estão bem, mas o Nobel, eles vão anunciá-lo na próxima segunda-feira’. E ele disse: ‘Eu sei que tenho de esperar para isso. Eles não lhe dão (o prêmio) se você morrer’.” “Tenho de aguentar para isso.”

Classificando a situação de “inigualável”, o Comitê do Nobel da Suécia ainda estava estudando como conciliar o anúncio com a regra de não conceder prêmios póstumos. O comitê informou ter recebido a notícia da morte de Steinman duas horas depois de declarar ao mundo que ele compartilharia o prêmio anual de 1,5 milhão de dólares com o norte-americano Bruce Beutler e Jules Hoffman, da França.

Mais tarde, a Fundação Nobel informou que a decisão de conceder o prêmio ao cientista canadense permaneceria inalterada apesar de sua morte. O dinheiro do prêmio, segundo a fundação, deve ser transferido para o espólio de Steinman. “O dinheiro será transferido para seu espólio”, afirmou a porta-voz da fundação, Annika Pontikis. “Será o que sua família decidir.”

“É realmente impossível descrever como a nossa família está se sentindo neste momento. Estamos devastados por ter perdido Ralph”, disse Adam, filho de Steinman, a jornalistas em Nova York. “Estamos tão orgulhosos de nosso pai por receber essa honra maravilhosa…Sabemos que ele viverá por meio de suas contribuições científicas.”

A pesquisa de Steinman contribuiu para o lançamento no ano passado da primeira vacina que ele desenvolveu para extirpar tumores.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!