Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Unilúrio instala Curso de Enfermagem e Laboratório de Optometria

Com uma panóplia de actividades levadas a cabo, sucessivamente nos dias 7, 8 e 9, nos pólos das províncias de Niassa, Nampula e Cabo Delgado, a Universidade Lúrio (UNILÚRIO) procedeu a abertura oficial do seu ano lectivo de 2011.

Para além da mensagem proferida pelo Reitor Jorge Ferrão e dos informes sobre as actividades desenvolvidas no ano transacto e perspectivas para 2011, apresentados pelos directores da Faculdade de Ciências de Saúde (FCS) e da Faculdade de Arquitectura e Planificação Física FAPF), há a destacar a Aula de Sapiência denominada “Diálogo de Sonho e Futuro” , ministrada de forma curiosa e cativante pelos reputados académicos e figuras gradas da história da libertação nacional Óscar Monteiro e José Luís Cabaço, que, no final, interagiram com alguns elementos do auditório que pejava literalmente a sala magna da FCS e foram alvo de uma vibrante salva de palmas.

Na sua mensagem, o Reitor da UNILÚRIO começou por vincar o objectivo primordial da instituição que consiste em propiciar todas as facilidades e condições possíveis que assegurem uma formação eficaz, condigna, adequada, integral e, acima de tudo, cidadã e patriótica aos discentes.

A seguir, manifestou-se congratulado com o auspicioso início do ano da Unilúrio consubstanciado com os galardões atribuídos pela Fundação Gulbenkian e pelo Oceanário de Lisboa, sublinhando que as referidas distinções vêem coroar de sucesso o projecto “Conhecer para Preservar a Biodiversidade Marinha de Pemba”, que tem por objectivo intervir nas políticas de gestão ambiental através de acções concretas que conduzam à utilização sustentável do espaço costeiro e marinho de Pemba, província de Cabo Delgado.

Cujo estudo promoverá, igualmente, a qualidade de vida da população dependente da área, mercê de um programa intensivo de capacitação de recursos humanos locais, que inclui a compatibilização das actividades económicas com a exploração sustentável dos ecossistemas e biodiversidade marítima. Realçou, depois, o facto inédito de este ano a universidade atingir a fasquia de um milhar de estudantes,na sua globalidade.

Na verdade, teremos aproximadamente 1.200 estudantes, distribuídos pelos pólos de Nampula, Pemba e Lichinga. Sublinhou, anotando que foram necessários quatro anos para concretização desta cifra. Mas, as projecções, estabelecidas em 2007, mantêm-se estáveis e inalteradas.

O Reitor da Unilúrio revelou, em seguida, a introdução no ano em curso do Curso Superior de Enfermagem, em parceria com Ministério da Saúde, ISCISA, Hospital Central de Nampula e Direcção Provincial de Saúde, que aderiram, em consenso, a este projecto de formar enfermeiros habilitados para responder às exigências de um sistema de saúde mais competitivo e pragmático. E referiu que, do total de 1.900 candidatos para as vagas deste ano, cerca de 300 escolheram Enfermagem.

Jorge Ferrão assegurou, também, que o ano de 2011 marcará o início da ocupação efectiva dos campus da universidade que estão em construção em Chuíba, Marrére e Sanga, respectivamente nas províncias de Cabo Delgado, Nampula e Pemba. Ressalvou, entretanto, que o de Sanga só poderá ser usado no segundo semestre.

Acrescentou que, paralelamente ao arranque do funcionamento (faseado por ora) dos Campus, será instalado, pela primeira vez na jovem universidade, um laboratório de Optometria com capacidade para fabricar, reparar e formatar óculos de vista. E que vem consubstanciar o curso de Optometria.

Um empreendimento de importância, insofismavelmente, vital para o bem estar dos cidadãos e para o desenvolvimento do país porquanto a saúde visual ainda não trilha, na reralidade, os caminhos da massificação.

Num outro desenvolvimento, o Reitor da Unilúrio destacou o leque de docentes de cerca de dez países diferentes com que a instituição inicia o presente ano lectivo.

E detalhou, revelando o apoio da Itália na área de Arquitectura e Medicina, Cuba e Índia nos cursos de Ciências de Saúde, Engenharia Informática e Florestal, Portugal na especialidade de Nutrição, Espanha e Colômbia em Optometria, Brasial em Medicina Dentária, enquanto Guiné Conacri, Zimbabwe e Estados Unidos da América nos rerstantes cursos.

O programa do pólo de Nampula comportou, ainda, uma vertente de saúde visual desenvolvida em três escolas primárias completas localizadas na periferia da cidade-capital de Nampula, nomeadamente nos bairros de Namutequelíua, Carrupeia e Mutita.

E prevê prolongar-se na próxima semana com a entrega de bebedouros na Escola Secundária de Nampula e Escoila Primária 25 de Junho, da mesma urbe.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!