Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Unidade constitui instrumento de desenvolvimento territorial

A união de esforços no trabalho é fundamental para a redução da pobreza absoluta que, ainda, assola grande parte dos moçambicanos. Esta posição foi defendida pelo governador de Nampula, Felismino Tocoli, no seu discurso que marcou a passagem do 41º aniversario da morte de Eduardo Mondlane, fundador da Frente de Libertação de Moçambique (FRELIMO).

Para aquele dirigente, para acabar com o sofrimento, é necessário que os moçambicanos caminhem de mãos dadas e com o objectivo único de alcançar a independência económica.

Para o mais alto dirigente da província de Nampula, a juventude deve-se engajar com afinco e determinação em projectos de desenvolvimento sócio-económico , através de iniciativas de auto-emprego, e de prevenção de doenças endémicas e epidémicas, que reduzem a nossa força de trabalho.

Na Praça dos Heróis Moçambicanos, onde decorreram as cerimónias oficiais, com a presença maioritária de estudantes de diferentes níveis de ensino, Felismino Tocoli referiu-se, igualmente, aos feitos daquele que é considerado Arquitecto da unidade nacional, cujos ideais devem, de acordo com o governante, servir de inspiração para o povo moçambicano unido, saudável e tranquilo.

As várias mensagens apresentadas, na ocasião, pelos diferentes organismos, incluindo a Frelimo (único partido representado na efeméride) debruçaram-se igualmente, sobre a necessidade da preservação da Unidade Nacional e do reforço da luta contra a pobreza absoluta.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!