Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

UEM apoia requalificação da cidade de Nampula

A Universidade Eduardo Mondlane (UEM), o mais antigo estabelecimento público de ensino superior em Moçambique, vai apoiar a requalificação da cidade de Nampula.

O acordo nesse sentido acaba de ser rubricado entre o Conselho Municipal local e a direcção da Faculdade de Arquitectura daquela universidade, cabendo, portanto, a esta última instituiçao o esboço integral do plano director.

Segundo Castro Namuaca, presidente do município, a requalificação da cidade, que se processará em dois anos, a partir de 2010, visa reduzir as ocupações desregradas do solo urbano e melhorar o acesso a alguns bairros periféricos da cidade. Namuaca explicou que a proposta de criação do plano de requalificaçao da cidade foi aprovada em meados de Janeiro pela Assembleia Municipal (órgão deliberativo da cidade) e apresentada ao governo da província no dia 10 de Fevereiro passado.

Elevada à categoria de cidade em 22 de Agosto de 1956, Nampula, apelidada de “capital do norte” é um dos maiores centros urbanos do país, contando, actualmente com cerca de 500 mil habitantes, numa extensão de 404 quilometros quadrados.

Constituindo ponto de convergência de diferentes povos e culturas, a cidade de Nampula apresenta-se demasiado congestionada e, consequentemente, vulnerável a várias práticas negativas relacionadas, sonbretudo com o fecalismo a céu aberto, construções desordenadas para habitação, comércio e serviços. Para contornar este quadro, Namuaca disse que a sua instituição vai, também, este ano prestar maior atenção à questão da reabilitação das vias de acesso, através da metodologia “comida pelo trabalho” e na melhoria de todo o sistema de saneamento da cidade.

Castro Namuaca revelou, por outro lado, que, na semana antepassada, o desempenho do Conselho Municipal no mandato anterior foi distinguido como o melhor e, consequentemente, contemplado com um prémio de 14 milhões de meticais. O referido valor, segundo a fonte, será adicionado aos fundos já disponíveis, para aumento de equipamentos a serem uados na recolha de lixo e na reposição da rede viária urbana.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!