Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

UE verifica se Goldman Sachs ajudou Grécia a maquiar dívida

O Eurostat, instituto europeu que controla os dados financeiros de Estados membros da União Europeia (UE), investiga se o banco americano Goldman Sachs ajudou a maquiar a dívida da Grécia, anunciou esta quinta-feira a ministra francesa de Economia.

“O Eurostat investiga o Tesouro grego para verificar exatamente o que foi feito”, declarou Christine Lagarde à rádio pública France Inter. A Grécia atravessa uma grave crise orçamentária que desestabilizou o euro, e viu sua dívida chegar aos 300 bilhões de euros (cerca de 400 bilhões de dólares), quase 113% de seu Produto Interno Bruto (PIB).

Segundo as publicações americanas New York Times e Risk Magazine, e a revista alemã Der Spiegel, o Goldman Sachs permitiu que o Estado grego maquiasse a realidade de sua dívida. “O Eurostat, que é um organismo de controle europeu dos valores oferecidos pelos Estados membros, vai examinar esta questão para determinar como um banco de negócios, neste caso o Goldman Sachs, ajudou a Grécia a estruturar e a adiar um certo número de reembolsos”, explicou Lagarde.

“É necessário saber se houve uma maquiagem de contas e se foi legal ou não no momento em que foi feito”, continuou. Em 2002, seguindo os conselhos do banco, a Grécia pediu emprestado um bilhão de euros utilizando uma manobra financeira complexa, que permitiu que não registrasse a operação em suas contas, segundo a imprensa.

Este artifício permitiu que Atenas não apenas respondesse às exigências do Pacto de Estabilidade da UE, mas também adiasse os prazos de reembolso frente aos seus credores.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Related Posts

error: Content is protected !!