Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Ucrânia acusa forças russas de abrirem nova frente na guerra separatista

Os militares da Ucrânia disseram, esta segunda-feira (25), que um grupo de forças russas que se faziam passar por rebeldes separatistas cruzou a fronteira sudeste do país com dez tanques e dois veículos blindados de infantaria, com o objectivo de abrir uma nova frente no conflito separatista.

Um pouco antes, um comunicado militar disse que os guardas de fronteira tinham detido o avanço de uma coluna de blindados nos arredores de Novoazovsk, a localidade situada no ponto mais extremo do sudeste na região do Mar Azov, e moradores locais, contactados por telefone, disseram ter viso tanques e outros veículos blindados movimentarem-se perto da cidade.

“Esta manhã houve uma tentativa de militares russos disfarçados de combatentes de Donbas de abrir uma nova área de confronto militar na região de Donetsk, no sul”, disse o porta-voz Andriy Lysenko a jornalistas.

Donbas é o nome dado localmente ao leste industrializado da Ucrânia, palco do conflito de cinco meses. Se os rebeldes tomarem o controle das regiões do sul, eles poderiam dar apoio ao bastião separatista de Donetsk, a partir do sul, com acesso mais fácil à fronteira russa.

Os combates entre as forças do governo e os separatistas pró-Rússia vêm se concentrando até agora ao redor das duas maiores cidades sob controle rebelde, Donetsk e Lugansk.

A Ucrânia acusa a Rússia de promover rotineiramente ataques contra posições do governo ucraniano através da fronteira em apoio aos rebeldes que estão cada vez mais cercados pelas forças de Kiev.

A nova acusação de uma flagrante incursão militar russa na Ucrânia certamente vai azedar ainda mais a atmosfera entre os dois países antes das conversações na terça-feira entre o presidente ucraniano, Petro Poroshenko, e o da Rússia, Vladimir Putin.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Related Posts

error: Content is protected !!