Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Turismo d’@Verdade: A Certificação e o Turismo Sustentável

A sociedade tem atribuído uma importância crescente à sustentabilidade da actividade turística, o que se traduz na necessidade de implementação de diversos programas de certifi cação que atendam aos parâmetros ambientais, sociais e económicos.

No âmbito do processo de globalização, o Turismo em geral tem sido um sector e instrumento com particular relevância, tendo estado sempre presente na formulação, elaboração e execução de muitas políticas económicas, sociais e culturais de vários países e Moçambique obviamente não seria excepção, na medida em que a visão sobre o Turismo esta ganhando espaço sobre no que concerne a consciência da sociedade ainda que precise muito mas muito investimento na educação formal e informal e no aspecto do bem servir.

O desejado equilíbrio entre a actividade humana, o desenvolvimento e a protecção do Ambiente, exige uma repartição de responsabilidades equitativas e claramente defi nidas relativamente ao consumo e ao comportamento face aos recursos naturais, dado ao relacionamento entre o Homem, Ambiente e Recursos Naturais.

De algum modo, implica a integração de aspectos e considerações ambientais na formulação e implementação das políticas económicas e sectoriais, nas decisões das autoridades públicas, na operação e desenvolvimento dos processos criativos e de produção bem como nos comportamentos e opções individuais. Obviamente, implica a existência de um diálogo prático e real com a devida colaboração sã entre parceiros.

A filosofi a do “Turismo Verde”, leva-nos a crescente preocupação com a conservação e gestão dos recursos, por onde a certifi – cação do sector turístico advirá também da existência de um “novo turista”, que selecciona o seu destino de férias com base em critérios ambientais e sociais. Embora o turismo ligado à natureza já constituísse uma regra, o Ecoturismo veio vincular algumas diferenças, sobretudo no que diz respeito à atitude do turista que naturalmente este novo turista, precisas encontrar nas pessoas, atitude e sensibilidade sobre o Turismo Verde.

A crescente procura por experiências turísticas em ambientes naturais relativamente intactos, fez com que o Ecoturismo se tornasse o segmento do mercado internacional de turismo com os maiores índices de crescimento e consequente captação imediata de receitas para o Operador Turístico que satisfaça a demanda específi ca. Importa salientar que este conceito surgiu na década de 80, associado a um certo tipo de viagens especializadas e ligadas à natureza.

Tornou-se um rótulo desejado e é actualmente utilizado de forma abusiva por inúmeras operadoras de turismo por essa razão que alguns dos países em redor de Moçambique, com uma cultura do ambiente verde captam com alguma facilidade este tipo potencial de turistas.

Ressalvar que do lado do consumidor (o ecoturista) existe a vontade de aprender sobre o destino visitado, principalmente sobre os aspectos ambientais, culturais, históricos de identidade, gastronomia e seus problemas relacionados.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!