Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

https://www.petromoc.co.mz/Lubrificantes.htmlhttps://www.petromoc.co.mz/Lubrificantes.htmlhttps://www.petromoc.co.mz/Lubrificantes.html
ADVERTISEMENT

Tudo a postos para a IV edição do Festival Standard Bank Acácia Jazz

fds-sb-Jimmy-Dludlu

Está tudo a postos para a realização, sexta-feira, 2 de Dezembro, no Campus da Universidade Eduardo Mondlane (UEM), em Maputo, da IV edição do Festival Standard Bank Acácia Jazz, tendo como figuras de cartaz o saxofonista Everette Harp e o teclista Jeff Lorber, ambos dos Estados Unidos da América.

O festival, que constitui um dos grandes marcos do programa cultural anual do Standard Bank, em parceria com o Conselho Municipal da Cidade de Maputo, contará, ainda, com as actuações do conceituado guitarrista moçambicano Jimmy Dludlu e de Leyna Souto, considerada uma nova promessa do afro-jazz nacional.

“Queremos devolver os momentos de alegria do jazz aos moçambicanos e a melhor escolha recaiu sobre estes grandes nomes do panorama musical. Não podíamos, também, deixar de incluir os grandes nomes de músicos nacionais, razão pela qual temos o Jimmy Dludlu e a Leyna Souto, como uma artista revelação”, referiu Alfredo Mucavela, director de Marketing e Comunicação do Standard Bank, no decurso da conferência de imprensa, ocorrida, quinta-feira, 1 de Dezembro, em Maputo.

Com o festival, segundo avançou, o banco pretende promover o intercâmbio cultural entre músicos estrangeiros e nacionais, contribuindo para a internacionalização da música moçambicana, bem como fazer do País um destino turístico de referência.

Durante a interacção com a imprensa, o músico norte-americano Everette Harp disse sentir-se feliz por estar em Moçambique pela primeira vez: “Estou entusiasmado por estar aqui com o meu amigo Jeff Lorber. Vamos tocar músicas dos meus álbuns e dos álbuns do Jeff, bem como de um grupo que temos juntos chamado Jazz Funk Soul, juntamente com Paul Jackson Júnior, que infelizmente não pôde estar aqui”.

Por sua vez, Jeff Lorber prometeu tocar a música chamada Rain Dance que tem sido usada por vários músicos de Hip Hop, bem como a canção chamada Crush on you, que foi interpretada pela cantora Lil Kim e o rapper Notorious B.I.G. “Everette tem uma música muito boa chamada All Jazzed Up que vai tocar. Temos uma banda realmente fantástica. Temos um baterista fantástico chamado Lionel Cordew, com quem tocamos há anos”, frisou Jeff Lorber, que ganhou o seu primeiro Grammy na categoria de Melhor Álbum Instrumental Contemporâneo para Protótipo, através da banda Jeff Lorber Fusion.

O guitarrista moçambicano Jimmy Dludlu considerou-se um dos representantes do jazz no continente africano, pelo que quando soube que ia partilhar o palco com Jeff Lorber e Everette Harp fez ensaios com novas músicas, uma vez que nem todos os dias é possível actuar com grandes estrelas norte-americanas: “o que preparamos é uma surpresa, mas garanto que será um grande show”, destacou.

A dona dos singles, “Nwananga “ e “New Chapter”, Leyna Souto disse sentir-se lisonjeada por poder partilhar o palco com nomes sonantes do jazz mundial: “Prometo apresentar uma fusão de jazz com ritmos moçambicanos. A banda está afinada pelo que vamos partir a loiça”, frisou.

Para Belmiro Quive, da parte da produção, “o público pode esperar um grande concerto, pois os artistas que vão actuar no festival não irão decepcionar: “Esperamos uma assistência de cerca de 1.200 pessoas e, em termos de produção, tudo foi feito ao pormenor para que o público possa ter um espectáculo de qualidade internacional, com logística e segurança garantidas”, concluiu.

WhatsApp
Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

error: Content is protected !!