Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Tropas marfinenses matam 4; líderes africanos chegam ao país

Tropas marfinenses mataram esta segunda-feira pelo menos quatro manifestantes da oposição que pediam a renúncia do presidente Laurent Gbagbo. A repressão ocorreu enquanto presidentes africanos chegavam à Costa do Marfim para nova tentativa de resolver a crise política.

O conflito sobre a eleição de novembro paralisou a econômica do país, o maior produtor mundial de cacau, e causou a morte de cerca de 300 pessoas. A eleição, cujo objetivo era trazer estabilidade após uma década de estagnação, acabou agravando as divisões internas e a situação da economia.

O oposicionista Alassane Ouattara é reconhecido internacionalmente como o vencedor da eleição presidencial, mas Gbagbo se recusa a ceder o poder. Uma fonte com acesso às conversações preparatórias, realizadas no domingo, disse que a delegação africana iria insistir em que Gbagbo deixe o poder em troca de algumas garantias, o que permitiria a Ouattara assumir o poder.

Ele venceu a eleição de 28 de novembro, de acordo com os resultados endossados pela ONU. Chegaram ao país os líderes da África do Sul, Mauritânia, Chad e Tanzânia.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!