Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Tribunal sul-africano rejeita queixa do ANC contra o DA

O Tribunal de Joanesburgo julgou sexta-feira a mensagem de telemóvel supostamente difamatória enviada por um partido politico da oposição a um milhão e 600 mil eleitores potenciais contra o Presidente Jacob Zuma como apenas um comentário.

O principal partido da oposição, a Aliança Democrática (DA), suscitou polémica no mês passado quando ele enviou uma mensagem em que acusa o Presidente Jacob Zuma de ter roubado eleitores utilizando fundos públicos para construir a sua residência de Nkandla.

Isto aconteceu depois de a provedora de justiça publicar no mês passado um relatório de 450 páginas que revelou que 20 milhões de dólares americanos dos contribuintes foram utilizados para renovar a residência secundária de Zuma no Kwazulu-Natal.

O advogado do partido no poder, o Congresso Nacional Africano (ANC), Gcina Malindi, revelou que a lei eleitoral proibia a divulgação de falsas informações e o relatório da provedora nunca acusou Zuma de ter roubado fundos.

O ANC apresentou um requerimento urgente que insta à DA a renunciar à mensagem, ao seu envio e a apresentar desculpas ou pagar uma multa até 20 mil dólares americanos.

Mas o juiz suplente do Alto Tribunal de Joanesburgo, Mike Hellens, rejeitou sexta-feira o pedido do ANC exigindo a DA a pagar multa.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!