Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Tribunal do Quénia condena violador sexual de três raparigas a 100 anos de prisão

Um tribunal do Quénia condenou nesta quarta-feira um homem a 100 anos de prisão por ter violado três raparigas, duas de 13 anos e uma de 10 anos, numa igreja em Dezembro de 2015.

“Trata-se de um crime grave e o acusado deve cumprir uma pena dissuasiva para outros (potenciais violadores”, declarou o juiz Maxwell Gicheru, do tribunal de Embu (centro), sobre a extremamente rara pena.

Com 20 anos, Harrison Kinyua violou as raparigas a 09 de Dezembro de 2015 numa igreja em Kangaru (centro). Violador e vítimas participavam num funeral e Kinyua seguiu as raparigas quando estas foram buscar cadeiras ao templo, onde as fechou.

Depois tentou comprar o seu silêncio oferecendo-lhes batatas fritas, sem sucesso.

O acusado declarou-se culpado, mas disse pensar que as raparigas eram “suficientemente maduras”.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!