Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Tribunal do Desporto revoga proibição de contratar imposta ao Chelsea

O Tribunal Arbitral do Desporto (TAS, sigla em francês) decidiu esta quinta-feira anular a proibição de contratar imposta ao Chelsea pela Fifa no dia 3 de setembro por ter recrutado o francês Gaël Kakuka, do Lens, quando o jogador era menor de idade.

“O TAS concluiu que o contrato entre o jogador e o Lens era inválido. Em consequência, o Chelsea não pode ser acusado de ter induzido o jogador a romper este contrato”, explicou o TAS em comunicado. “Assim, as sanções impostas pela Fifa ao Chelsea e ao jogador devem ser anuladas”, prosseguiu.

No dia 3 de setembro, o clube londrino foi proibido pela Fifa de contratar jogadores até janeiro de 2011, devido a um litígio com o Lens referente à transferência do jovem atacante, recrutado pelo Chelsea quando tinha 16 anos. “Estamos felizes por ter resolvido o problema de forma amistosa”, reagiu o presidente do Chelsea, Bruce Buck. “Sempre foi nossa intenção trabalhar com o Lens para chegar a um acordo.

O Chelsea aceitou pagar uma compensação ao Lens pela formação do jogador”. O clube francês prestou queixa por ruptura abusiva de contrato e pediu sanções contra o Chelsea e o jogador, que desde então estreou com sucesso no time dos Blues. Kakuka havia sido condenado em primeira instância a pagar uma multa de 780 mil euros ao Lens.

Por sua vez, além da proibição de contratar, o Chelsea havia sido condenado a pagar uma multa de 130 mil euros ao clube francês.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Related Posts

error: Content is protected !!