Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Tribo explode oleoduto no leste do Iémen

Membros de uma tribo iemenita explodiram um oleoduto na província de Hadramout, no leste do país, este sábado (28), interrompendo o fornecimento de petróleo dois dias depois de tomarem um edifício do Ministério do Petróleo na região, disse uma fonte do governo local.

As autoridades são constantemente desafiadas pelas tribos, que atacam os oloedutos e linhas de energia por várias razões, como a exigência de mais empregos e a libertação de parentes presos.

Na quinta-feira, fontes tribais disseram que o ataque ao ministério foi uma reacção ao assassinato de um líder tribal neste mês num ponto de vistoria do Exército depois de os seus guarda-costas terem se recusado a entregar as armas aos soldados.

O oleoduto atacado transporta petróleo do campo de extracção de Massila, em Hadramout, ao porto de Mukkala. Foi a primeira vez em que o oleoduto foi atingido. O Iémen, um dos países mais pobres do mundo árabe, luta para restaurar a autoridade do Estado desde que o presidente Ali Abdullah Saleh foi forçado a entregar o cargo em 2011.

Quatro pessoas foram mortas, este sábado, e dezenas ficaram feridas durante confrontos entre forças de segurança e separatistas armados na província de Dalea, no sul do país, disseram os médicos e testemunhas.

Os confrontos ocorreram depois de uma explosão num funeral ao qual compareceram separatistas do sul, sexta-feira, e que matou 15 pessoas, incluindo crianças. O norte e o outrora marxista sul do Iémen uniram-se em 1990, mas uma guerra civil irrompeu quatro anos mais tarde.

O então presidente Saleh massacrou o separatistas do sul e manteve a união. O presidente Abd-Rabbu Mansour Hadi criou um comité para investigar o bombardeio no funeral, relatou a agência de notícias estatal Saba.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!