Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Três pessoas assassinadas em Maputo e no Niassa

Três indivíduos foram mortos em circunstâncias não esclarecidas e o quarto ficou gravemente ferido, na semana finda, na cidade de Maputo e nos distritos de Lago, Chimbunila e Mecanhelas, na província do Niassa.

Na capital do país, o homicídio aconteceu no bairro de Malhangalene, onde um cidadão pôs termos à vida do próprio irmão com recurso a uma faca e seguida colocou-se em fuga. Porém, hora mais tarde ele foi detido.

Bernardino Rafael, comandante da Polícia da República de Moçambique (PRM), não ofereceu pormenores em relação ao caso, mas deplorou a atitude do presumível homicida e disse que este tentou separar a cabeça da vítima do resto do corpo.

O agente da Lei e Ordem falava segunda-feira (30), no Pavilhão do Estrela Vermelha em Maputo, onde se efectuava o balanço do 10º Conselho Ordinário da corporação.

Aliás, Bernardino Rafael mostrou-se indignado com a banalização da vida e disse que em relação à violência, no ano passado foram registados 2.952 casos, ou seja, 582 vítimas a mais em relação a 2015.

“Há pessoas nas famílias que matam ou mutilam os seus membros. Porquê tanta violência doméstica?”, questionou o comandante, para quem, com este andar da carruagem, um dia, a violência doméstica será um caso de “saúde pública” no país, devido à sua maior incidência nas unidades sanitárias e policiais.

No Niassa, os assassinatos e agressão física deram-se nos distritos de Lago, Chimbunila e Mecanhelas. As vítimas tinham idades que variam de 30 a 36 anos, de acordo com a Polícia local.

No que tange à morte registada em Lago, a mesma resultou de uma contenda cujos motivos são desconhecidos.

No outro distrito, o malogrado foi encontrado na via pública com fortes golpes nos braços e na cabeça. As autoridades suspeitam que o finado tenha sido antes submetido a maus-tratos.

Em Mecanhelas, no povoado de Mutuver, dois supostos bandidos, neste momento foragidos, feriram com gravidade um cidadão após invadirem a sua casa para roubar.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!