Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Trabalhadores do Projecto das Areias Pesadas de Moma pronunciam-se

Os trabalhadores do Projecto das Areias Pesadas de Moma, na província central de Nampula, deverão pronunciar-se, próxima sexta- feira, oito de Abril, sobre a manutenção ou não da paralisação geral reivindicativa dos seus direitos, alegadamente, violados pelo patronato.

“O prazo que demos ao patronato para resolver os problemas apresentados terminou na passada quinta- feira, dia 31 de Março, mas ainda não temos nada resolvido, pelo que agendámos uma reunião geral dos trabalhadores para o dia oito a fim de se pronunciarem sobre se vamos ou não à greve”, contou ao Correio da manhã fonte da comissão dos assalariados daquele empreendimento a ser explorado pela companhia Kenmare, da Austrália.

Ajuntou que mesmo o encontro pedido por eles ao governador de Nampula, Felismino Tocoli, para “intermediar neste nosso diferendo com o patronato ainda não aconteceu e nem nos respondeu se aceita ou não tal encontro”, explicou, amargurada, a mesma fonte, que preferiu manter o anonimato, alegadamente por temer represálias.

“O que vimos quando o vosso jornal publicou a notícia (Cm N° 3520, págs. 1 e 2) foi a vinda de um jornalista de uma publicação de Maputo para falar apenas com a direcção da empresa e não connosco sobre as nossas reivindicações”, indicou a suprareferida fonte do Projecto das Areias Pesadas de Moma, lamentando a atitude do mesmo jornalista por os ter excluído nos contactos que teve na empresa.

Estão por detrás da hipotética greve geral dos trabalhadores do Projecto das Areias Pesadas de Moma alegados casos de “desprezo dos trabalhadores moçambicanos” pelo patronato, tratamento profissional inexistente, despedimentos sem justa causa, segregação racial, salários arbitrários, sobrecarga horária, violação do direito a férias anuais, falta de categorização dos trabalhadores, bem como a inexistência de um regulamento interno, algo que é obrigatório nos termos da Lei do Trabalho.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!