Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Tempestade Otto já contabiliza quatro vítimas no Panamá

Pelo menos quatro morreram, uma está desaparecida, 50 imóveis foram destruídos por conta da tempestade tropical Otto, anunciaram as autoridades do Panamá nesta terça-feira.

O administrador do Canal do Panamá, Jorge Quijano, informou que 13 das 14 comportas da Represa de Gatún foram abertas para diminuir o nível das águas, mas não afectar as operações da via. Já o vice-ministro da Educação panamenho, Carlos Staff, anunciou oficialmente a suspensão das aulas em todo o país hoje e amanhã, porque a previsão é de que as chuvas continuem por mais 24 horas.

A tempestade afecta todo o país e o alerta amarelo (mobilização) se estende em nível nacional, segundo o diretor do Sistema Nacional de Defesa Civil (Sinaproc), José Donderis, que coordena as operações de emergência.

O Aeroporto Internacional de Tocumen notificou que funciona com interrupções por causa das rajadas de vento, e o Aeroporto Internacional de Albrook foi fechado por falta de visibilidade.

Os prejuízos causados nos imóveis se espalham por todo o país e superam a meia centena, seja por transbordamento de rios, deslizamentos de terra, queda de árvores ou desabamentos, fatores que também causaram as mortes.

Donderis pediu à população para “ter muito cuidado” e levar a sério qualquer movimento de terra nas encostas onde há casas. “Evacuem primeiro e chamem à Força de Tarefa Conjunta”, apelou o diretor.

O Sinaproc ordenou também accionar o alerta vermelho em toda a costa do Caribe, já que as ondas podem chegar a três metros de altura e os ventos constantes uma velocidade de até 30 km/h.

As autoridades panamenhas proibiram a navegação de embarcações pequenas nas próximas 48 horas e habilitaram vários abrigos no país.

Otto, a 15ª tempestade tropical da temporada de furacões no Atlântico, se formou na segunda-feira no sudoeste do Caribe e poderia se transformar em furacão amanhã, segundo o Centro Nacional de Furacões dos Estados Unidos (NHC).

Nesta temporada, que começou em 1 de Junho e termina em 30 de Novembro, 15 tempestades tropicais se formaram, sendo que seis viraram furacões: Alex, Earl, Gastón, Hermine, Matthew e Nicole.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!