Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Suspensos 26 trabalhadores estrangeiros ilegais na SS Construções

A Inspecção-Geral do Trabalho (IGT), a nível da Cidade de Maputo, detectou um total de 26 cidadãos estrangeiros, de diversas nacionalidades a trabalharem ilegalmente na obra SS Construções, na capital moçambicana.

Destes, 25 são sul-africanos e um português, cujos mecanismos e procedimentos da sua contratação não observaram os requisitos exigidos por lei.

Segundo um comunicado do Ministério do Trabalho, a infracção resultou na suspensão imediata das suas actividades e da entidade empregadora, SS Construções, responsável pela construção do Hotel Southern Sun, ora sancionada.

A maioria dos trabalhadores suspensos encontrava-se a prestar serviços nas empresas subcontratadas pela SS Construções, na cidade de Maputo. Para além das sanções, de acordo com o comunicado, o processo será encaminhado para os Serviços Nacionais de Migração, para os passos subsequentes.

Os trabalhadores estrangeiros foram contratados violando o previsto na Lei do Trabalho, em vigor, e o Regulamento que rege a contratação de mão – de obra estrangeira.

A SS Construções, Moçambique Lda, conta actualmente com 1.600 trabalhadores, dos quais 58 são de nacionalidade estrangeira.

Facebook
Twitter
LinkedIn
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!