Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Suprema Corte condena seis dimarqueses por vender camisetas das Farc e da FPLP

A Suprema Corte da Dinamarca condenou nesta quarta-feira seis dinamarqueses por vender camisetas para arrecadar fundos para as Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc) e a Frente Popular da Libertação da Palestina (FPLP).

   A legislação dinamarquesa antiterrorista de 2002, adotada por causa dos atentados de 11 de setembro de 2001 nos Estados Unidos, proíbe o financiamento direto ou indireto de movimentos terroristas e quem infringe essa lei pode ser condenado a até dez anos de prisão.

   Os juízes confirmaram o veredicto anterior de 2008 da Corte de Apelações, mas reduziram as penas de seis meses de prisão de dois acusados para prisão com sursis.

   A Corte manteve as penas em suspenso de dois a quatro meses para três acusados, enquanto o sexto foi condenado a 30 dias de prisão.

   Os condenados são vinculados à empresa Fighters+Lovers, que produzia e comercializava na internet camisetas estampadas com as iniciais das Farc e da FPLP, antes da polícia fechar a mesma em 2006 e confiscar 3.220 euros, o valor das vendas.

   O site foi reaberto, no entanto, por decisão judicial e a empresa continua vendendo camisetas e outros objetos com os emblemas das Farc e FPLP.

   Os condenados, que denunciaram um julgamento político, anteciparam que pretendem levar o caso à Corte Europeia de Direitos Humanos.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Related Posts

error: Content is protected !!