Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Sul-africanos suspensos por trabalho ilegal em Maputo

Oito cidadãos de nacionalidade sul-africana foram suspensos das suas actividades, há dias, na cidade de Maputo, por trabalho ilegal numa empresa denominada Lúcios Moçambique, do ramo de engenharia e construção civil.

A Inspecção-Geral do Trabalho (IGT), delegação da capital do país, esclareceu que se trata de Makhiseni Beyele, Xulani Bhengu, Mfundu Mkhize, Mariah Veeras, Khayelihle Malunga, Sagren Munsami, Mduduzi Ndawunde e Mphilise Gumbi.

O exercício ilegal de trabalho foi descoberto durante a inspecção que visava aferir o “cumprimento da legalidade laboral, as condições laborais no local de trabalho, com enfoque na higiene e segurança, a promoção da negociação colectiva nas empresas, a inscrição de trabalhadores e a canalização de descontos salariais à Segurança Social, bem como o controlo da imigração para o trabalho em Moçambique”, segundo um comunicado enviado ao @Verdade.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Related Posts

error: Content is protected !!