Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Sucesso de Madagáscar liga sinal de alerta na selecção de Moçambique

Na reta final de preparação para sua estreia no Campeonato das Nações Africanas, que será retomado no final de julho com encontros pelas quartas de final e semifinais de sua etapa de qualificação, a selecção de Moçambique teve o sinal de alerta ligado pelo sucesso de Madagáscar, sua rival na luta para assegurar um lugar na etapa decisiva da competição.

A equipe de Madagascar, que há pouco tempo estava um degrau abaixo na comparação com os ‘Mambas’, atingiu o melhor de desempenho de sua história na Copa das Nações Africanas. Obteve a inédita classificação para participar da etapa final do torneio, que está sendo sediada pelo Egipto.

{youtube}AtMyD5BeFjk{/youtube}

Isso fez com que o fosse ligado o sinal de alerta antes dos duelos marcados para 26 de julho (fora) e 2 de agosto, em solo moçambicano, que podem solidificar a mudança do status das equipes no cenário continental.

Madagáscar avança e Moçambique dá passos para trás

Na fase de qualificação para a Copa das Nações Africanas, Moçambique, por ter melhor desempenho historicamente, teve o privilégio de entrar na disputa já na etapa dois, enquanto Madagáscar precisou passar pelo estágio preliminar onde teve que superar São Tomé e Príncipe.

No entanto, na hora da disputa por vagas para o torneio no Egipto, Madagáscar levou a melhor ao ficar em segundo lugar no grupo A, sendo superada apenas pela equipe de Senegal. Foi o bastante para confirmar sua vaga enquanto Moçambique, que terminou na terceira posição da chave K, que teve Guiné-Bissau e Namíbia classificadas, ficou de fora da briga pelo troféu.

Uma derrota no mata-mata das semifinais do Campeonato das Nações Africanas, em que as equipas não podem utilizar jogadores que actuam no exterior uma vez que a competição não faz parte do calendário oficial da Fifa (Federação Internacional de Futebol), poderia solidificar a mudança de status entre as selecções.

Derrota pode complicar caminho nas eliminatórias para Catar 2022

Esse cenário pode surgir como um complicador na hora da Confederação Africana de Futebol definir os grupos para a disputa das eliminatórias da Copa do Mundo de 2022, que será sediada pelo Catar, uma vez que seleções com melhor desempenho acabam levando vantagem no sorteio dirigido para formação das chaves.

{youtube}BTup1DLvUUE{/youtube}

Pelo menos quando se trata de apostas esportivas esse cenário ainda não foi solidificado. A selecção de Madagáscar ainda é considerada uma zebra na disputa da Copa das Nações Africanas. Na casa de aposta Betfair, por exemplo, aparece com cotação de 13,00 por 1 ao final da primeira rodada do grupo B nos palpites sobre quem ficará com o primeiro lugar da chave. Nigéria (1,25) e Guiné (4,33) mostram, ao menos nas análises dos especialistas, que têm grande vantagem técnica nessa disputa.

O “descolamento” entre Madagáscar e Moçambique, contudo, não é feito apenas do crescimento técnico da equipe, que foi para a fase decisiva da Copa das Nações Africanas. Os ‘Mambas’ têm dado passos para trás. No final de maio, completaram sua participação na versão 2019 da Taça Cosafa com a pior participação na última década. Foi eliminada ainda na primeira fase ao somar apenas dois dos nove pontos que disputou no grupo B, que teve Malawi como primeira colocada. Assim, o mata-mata de julho/agosto acaba sendo a oportunidade final para reverter essa tendência antes da disputa das eliminatórias para Catar 2022.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Related Posts

error: Content is protected !!