Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

https://www.petromoc.co.mz/Lubrificantes.htmlhttps://www.petromoc.co.mz/Lubrificantes.htmlhttps://www.petromoc.co.mz/Lubrificantes.html
ADVERTISEMENT

Standard Bank acolhe o maior torneio de ténis de Moçambique

fds-sb-tenis-aparicio

Os “courts” do Jardim Tunduro, na capital do País, acolhem, entre os dias 4 e 16 de Outubro, a 10ª edição do Standard Bank Open, que consiste em três competições, designadamente dois “Futures” em masculinos e ainda o Top Moz, uma prova que envolve apenas tenistas residentes em Moçambique.

Com um prémio global de 30 mil dólares norte-americanos, o maior torneio de ténis e a única competição internacional da modalidade organizada no País, vai juntar 32 tenistas de gabarito internacional de vários países bem posicionados no ranking mundial, como Khololwam Montsi, tenista sul-africano (número 661 no ranking ATP) e Lorenzo Bocchi, tenista italiano (número 700 lugar no ranking ATP).

Organizada pelo Standard Bank, a prova realiza-se em parceria com Federação Internacional de Ténis (ITF), Federação Moçambicana de Ténis (FMT) e o Clube de Ténis de Maputo (CTM). A anteceder as três provas principais do torneio, serão realizados jogos de qualificação para cada um dos dois Futures, que terão lugar a 3 (Futures 1) e 8 de Outubro (Futures 2).

Durante a conferência de imprensa de lançamento do torneio, ocorrida segunda-feira, 3 de Outubro, em Maputo, o administrador delegado do Standard Bank, Bernardo Aparício, referiu que um dos grandes objectivos do Standard Bank, ao organizar este torneio, é descobrir talentos e ajudar a elevar o ténis nacional: “É por isso que integramos no Open a categoria Top Moz, que é exclusivamente dedicada aos atletas nacionais”, frisou.

Por outro lado, segundo enfatizou Bernardo Aparício, o banco continua com o propósito de massificar a modalidade, levando-a a novos públicos e locais. Neste contexto, todos os jogos deste torneio têm entrada gratuita. Por sua vez, Jonas Alberto, presidente da Federação Moçambicana de Ténis, indicou que o Standard Bank Open é considerado pela ITF como um dos melhores eventos de África na modalidade.

“Temos registado muito interesse dos atletas para participar na competição. Para esta prova, registamos mais de 600 inscrições provenientes de vários quadrantes do mundo, dos quais foram apurados os 52 tenistas melhor posicionados. É um evento muito concorrido, onde vários atletas olham-no como uma oportunidade para subir no ranking ATP”, disse Jonas Alberto.

Um dos tenistas moçambicanos que estará em grande plano no Standard Bank Open é o jovem Jaime Sigauque. Durante a conferência de imprensa, o tenista disse tratar-se de uma competição de grande nível: “Sinto-me preparado e confiante para dar o melhor de mim nesta prova. Tenho chances para isso”, concluiu.

WhatsApp
Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

error: Content is protected !!