Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Sofala está num bom caminho

O Primeiro Ministro de Moçambique, Aires Bonifácio Ali, declarou, Qunita-feira, na Localidade de Grudja, Distrito do Búzi, que Sofala está num bom caminho, referindo-se ao ritimo de desenvolvimento que esta província está a ter.

Falando à imprensa no final da primeira etapa da sua primeira visita oficial a Sofala, Aires Ali afirmou “estou muito satisfeito com aquilo que pude ver”, salientando o entusiamo que sentiu por parte da população sofalense.

“É agradável termos visto populares juntarem o seu estado de espiríto, a sua alegria com aquilo que estão a fazer no dia-a-dia”. Na Localidade de Grudja, o Primeiro Ministro sentiu-se ainda mais impressionado com o local escolhido para realizar comício, uma magnífica sombra debaixo de mangueiras no meio de machamba de milho.

“Eu achei muito interessante a população de Grudja mostrar que estamos aqui, estamos a produzir, assumimos e acatamos aquilo que são as orientações do Governo” – frisou.

Aires Ali também referiu-se a empreendimentos públicos e privados que estão a acontecer na província, os quais na sua opinião vão trazer novo alento para o crescimento sócio-ecoonómico de Sofala e do país, destacando o facto de estarem a proporcionar novas oportunidades de emprego e de negócio particularmente para os nacionais.

“Em quase todos projectos por onde pudemos passar, vimos que o domínio de técnicos nacionais também está presente” – afirmou, recordando que é preocupação do Governo ver os moçambicanos a se apropriarem cada vez mais do conhecimento e de estarem a participar activamente nos empreendimentos que estão a acontecer.

Na Localidade de Grudja, por exemplo, onde visitou o projecto da Níquel, uma joint-venture de capitais sul-africanos e holandeses que está a instalar uma indústria de biocombustíveis naquela região, num investimento orçado em 15 milhões de dólares, o Primeiro Ministro foi informado de que o mesmo já emprega mais de duzentos trabalhadores, além de outros benefícios indirectos que certamente vai trazer para muitas famílias locais.

Além da edificação da fábrica, o projecto da Níquel inclui a plantação de jatropha numa área de cerca de dez mil hectares na mesma zona de Grudja.

PM dá explicação sobre piroridade de visitar projectos agronegócios

Por outro lado, questionado pelo O Autarca sobre os pressupostos que revestem o interesse do Primeiro Ministro priorizar emprendimentos ligados a área de agronegócios nessa sua primeira visita à Sofala, Aires Ali respondeu ter havido uma coincidência muito feliz dos pontos que o Governo Provincial propos com aquilo que são as grandes prioridades do país, sublinhando que a Agricultura constitui a prioridade número um.

Ali destacou que o Governo pretende desenvolver a Agricultura a nível de três a quatro sectores importantes, nomeando grandes projectos públicos e privados, médios e pequenos, e o sector familiar.

“Então, quando eu venho a Búzi e consigo ver os camponeses a produzirem muito bem, consigo ver privados como aqui onde estamos (Projecto Níquel) a desenvolverem projectos de rendimento também a decorrerem muito bem e associado a isso também posso ver empreendimentos que vão obrigar a linha férrea e o nosso porto a funcionarem melhor é isso que nós pretendemos”.

O Primeiro Ministro referiu ser importante combinar aquilo que é a produção agrícola, que constitui a nossa base de alimentação, mas também começarmos a avançar para aquilo que nós pretendemos que nos próximos anos seja o nosso grande triunfo que é a industrialização.

“A indústria tem de começar a crescer no nosso país, e nós temos que nos preparar para os desafios da industrialização” – preveniu. Referiu-se a indústria de extracção mineira que está a começar muito bem no país, e recomendou para a necessidade de se começar a caminhar também para o processamento.

“Estão a surgir uma série de fábricas associadas ao agro-processamento, mas queremos outras indústrias que processem outros produtos cada vez mais complexos em termos industriais” – disse o Primeiro Ministro, acrescentando que esse é o caminho e que ao priorizar o sector de agronegócio e de industrialização pretende transmitir sinal e encorajar aqueles que já assumiram, que estão a levar a cabo actividades produtivas nessas áreas que são aquelas que merecem atenção do Governo.

O Primeiro Ministro Aires Ali termina esta sexta-feira a sua primeira visita oficial a Sofala, cumprindo a segunda etapa que compreende o lançamento do Plano Estatégico de Desenvolvimento da Província.

Em Sofala onde se encontra desde da passada quarta-feira, o Primeiro Ministro visitou as obras de construção da nova terminal provisória de carvão no Porto da Beira e a área onde será edificada a futura terminal definitiva de carvão, também no recinto portuário da Beira. Acompanhou igualmente o curso do projecto de reabilitação do sistema de saneamento da Cidade da Beira.

Quinta-feira, deslocou-se à Búzi onde reuniu-se com a população na Localidade de Grudja e visitou o Projecto da Níquel. Entretanto, não chegou a visitar a fábria de descarroçamento de Algodão, na Cidade da Beira, por motivos de tempo, mas prometeu priorizar na próxima visita.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!