Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Sistema de resfriamento de Fukushima é religado depois da queda de energia

As autoridades japonesas informaram que os sistemas de resfriamento em todas as piscinas de combustível usado da usina nuclear de Fukushima retomaram as operações, depois de uma queda de energia no início da semana, informou a agência de energia atómica da ONU, esta Quarta-feira (20).

A Tokyo Electric Power Co perdeu a energia necessária para o resfriamento das barras de urânio usadas como combustível na usina Fukushima Daiichi, numa demonstração dos desafios que a empresa enfrenta ao tentar fechar a usina após o colapso provocado pelo terremoto e tsunami de dois anos atrás.

A companhia, também conhecida como Tepco, disse, Terça-feira, que não havia uma ameaça imediata de super-aquecimento ou emissão de radiação por causa da falta de electricidade, Segunda-feira. A energia foi parcialmente recuperada na tarde da Terça-feira, informou a Tepco.

Porém, a falta de energia mostrou que a usina continua em estado precário após o terremoto seguido por tsunami, em Março de 2011, que atingiu a usina, causando o pior acidente nuclear do mundo em 25 anos.

A Agência Internacional de Energia Atómica (AIEA), com base em Viena, afirmou num comunicado: “A Autoridade de Regulação Nuclear do Japão informou à Agência Internacional de Energia Atómica que os sistemas de resfriamento das piscinas de combustível usadas da Usina Nuclear Fukushima Daiichi retomaram as operações.”

A queda de energia começou, Segunda-feira, paralisando os sistemas de resfriamento das piscinas de material usado nos reactores 1, 3 e 4, assim como a piscina comum, disse a AIEA

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!