Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Sete estudantes moçambicanos receberam estágios profissionais

Num ambiente calmo e descontraído, mas bastante acolhedor, teve lugar no final da tarde do passado dia 15 de Dezembro de 2010, na sala nobre do Instituto de Educação em Gestão (IEG), na cidade de Maputo, a cerimónia solene de anúncio de resultados e de premiação dos vencedores do I Ciclo de Visitas de Estudo NAEM 2010, tendo sido presidida por Sua Excelência o Vice-Ministro da Juventude e Desportos, Dr. Carlos Sousa (na sua qualidade de Representante do Governo), e testemunhada por diversas personalidades, essencialmente oriundas dos sectores académico, juvenil e sócio-cultural.

A iniciativa decorreu no contexto do projecto “Desenvolver a Aprendizagem”, desenhado pelo Núcleo Académico Empreendedor de Moçambique (NAEM), uma organização nacional que tem vindo a implementar projectos de desenvolvimento, com vista a criar mais oportunidades de acesso ao emprego e ao ensino superior para jovens moçambicanos.

Nesse contexto, com o objectivo principal de colocar os estudantes de diversos níveis de ensino, em contacto directo com a realidade prática daquilo que aprendem nas suas salas de aulas, o NAEM promoveu de 18 a 25 de Novembro do corrente ano, o I Ciclo de Visitas de Estudo, tendo participado cerca de 38 jovens estudantes dos ensinos superior e técnico-profissional, dos cursos de Engenharia (Mecânica, Eléctrica, Electrónica, Informática, Civil), Economia, Gestão e Contabilidade, de várias instituições de ensino público e privado a nível da cidade de Maputo.

Os mesmos visitaram algumas empresas, em função dos cursos que estão actualmente a frequentar, sendo que ao fim de cada visita tiveram que elaborar relatórios que, por sua vez foram avaliados por um júri à partir de alguns critérios como a estrutura do documento, a qualidade de informação prestada, entre outros.

Assim, aos sete jovens estudantes, autores dos melhores relatórios, o NAEM atribuiu (através dos seus parceiros de cooperação, nomeadamente, Grupo Visabeira Moçambique, Ernst & Young, Televisa, Banco Procredit e Austral Cowi ), estágios pré-profissionais, com a duração de 90 dias, cujo início está previsto para o ano 2011.

Na ocasião, o Presidente do NAEM, Marcos Cuembelo, disse ter sido esta mais uma amostra visível do quanto a sua organização tem vindo a trabalhar para minimizar o elevado índice de desemprego em Moçambique, sobretudo no seio da juventude.

Ainda na sua intervenção, Cuembelo não deixou de fazer referência ao facto de até hoje o NAEM ainda não ter tido nenhum apoio financeiro por parte de qualquer doador nacional e, ou, internacional, mesmo tendo submetido inúmeros pedidos formais.

Contudo, “só com trabalho árduo e resultados visíveis desse mesmo trabalho, achamos que poderemos provar aos nossos potenciais doares que podem confiar e apostar em nós”- disse.

Por sua vez, o Vice-Ministro da Juventude e Desportos, enalteceu a iniciativa do NAEM, como sendo um dos contributos directos que a juventude de hoje precisa urgentemente de dar para o crescimento da economia do país.

De igual modo, desafiou a organização a estender ainda mais os seus projectos para os jovens dos distritos, pois a criação de programas de capacitação e de criação de auto-emprego para jovens, fazem parte das prioridades do Governo no presente quinquénio, tendo com efeito disponível, um orçamento específico para essa área.

No fim, Sousa não deixou de destacar a importância do sector privado no apoio a este tipo de iniciativas, pois segundo o mesmo “investir na juventude é investir directamente para o desenvolvimento sócio-económico do país”- concluiu.

Recorde-se que num intervalo de tempo de apenas quatro meses (de Agosto a Dezembro de 2010), o NAEM promoveu, sem recurso a nenhum financiamento externo, três projectos de desenvolvimento de grande impacto na sociedade, nomeadamente, a I Edição da Feira Juvenil Empreendedora (através da qual foram oferecidos 8 estágios pré-profissionais e 7 bolsas de estudo), o I Simpósio Académico subordinado ao tema “O papel da juventude na redução do elevado custo de vida em Moçambique” (através do qual foram apresentadas as principais estratégias e soluções que os jovens devem utilizar para minimizar o custo de vida e o elevado índice de desemprego que lhes apoquenta), e finalmente o I Ciclo de Visitas de Estudo, no âmbito do seu mais recente e sustentável projecto designado por “Desenvolver a Aprendizagem”.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!