Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Sem usinas nucleares, Japão corre risco de falta de energia

O desactivação da última usina nuclear japonesa e o fracasso do governo em convencer a população sobre retomar a produção de energia em dezenas de reactores deixam a terceira maior economia do mundo com o risco de ter mais um Verão de falta de energia.

A Hokkaido Electric Power desligou a usina nuclear no Sábado, o último dos 50 reactores do Japão a ser inutilizado. É a primeira vez desde 1970 que o Japão se vê livre da energia nuclear.

A economia japonesa dependeu grandemente da energia nuclear por décadas, com os seus reactores a fornecer quase 30 por cento da carga necessária, mas o terremoto e a crise nuclear do ano passado colocaram a população contra a energia atómica.

Os ministros não conseguiram convencer os japoneses a permitirem a reactivação das usinas, desligadas uma a uma para manutenção.

O jornal Asahi afirmou que a opinião pública está a oscilar entre o medo da energia nuclear e as dúvidas sobre a vida no Japão sem ela.

“A população não deve só criticar o governo, mas tomar a decisão sobre a política energética, que envolve ónus e responsabilidades, como cooperar na economia de energia”, afirmou o diário em editorial, este Domingo.

O governo espera ter uma estimativa da situação energética até meados de Maio, para produzir um plano de economia.

No entanto, estabelecer uma política de longo prazo ou um cronograma para reactivar as usinas vai tomar tempo, uma vez que há uma grande oposição popular e um Parlamento dividido, que travou as votações, dizem os analistas.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Related Posts

error: Content is protected !!