Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Rússia mobiliza tropas e NATO teme invasão da Ucrânia; Moscovo limita importações

A Rússia posicionou cerca de 20 mil soldados prontos para combate na fronteira com a Ucrânia e pode usar o pretexto de uma missão humanitária para invadir, afirmou a Organização para o Tratado do Atlântico Norte (NATO) nesta quarta-feira, no seu alerta mais contundente até agora sobre um possível ataque terrestre de Moscovo contra o seu vizinho. Entretanto, o presidente russo, Vladimir Putin, anunciou a maior reação económica do seu país às sanções ocidentais, desencadeando uma guerra comercial do tipo “olho por olho” ao ordenar que o seu governo restrinja importações de alimentos de países que impuseram sanções à Rússia.

Num momento de uma escalada nos combates, em que rebeldes vêm perdendo terreno, a Rússia anunciou exercícios militares nesta semana na região da fronteira. “Não iremos supor o que a Rússia tem em mente, mas podemos ver o que faz no local – e isso preocupa muito. A Rússia posicionou cerca de 20 mil soldados prontos para o combate na fronteira leste da Ucrânia”, declarou a porta-voz da NATO, Oana Lungescu, num comunicado por e-mail. Moscovo pode usar “o pretexto de uma missão humanitária ou de manutenção da paz para enviar tropas ao leste ucraniano”, disse ela.

Um militar da NATO, falando sob condição de anonimato, afirmou que a mobilização russa na divisa inclui tanques, infantaria, artilharia, sistemas de defesa aérea, tropas de logística, forças especiais e uma variedade de aeronaves. Um porta-voz do Ministério da Defesa russo repudiou as acusações: “Estamos ouvindo isso há três meses já”.

“Olho por olho”

Os Estados Unidos e a União Europeia impuseram sanções brandas à Rússia a princípio, mas as aprofundaram desde que um avião de passageiros malaio foi abatido no leste da Ucrânia no mês passado com um míssil supostamente fornecido pelos russos aos rebeldes. Moscovo nega que tenha dado mísseis aos rebeldes. Nesta quarta-feira, Putin ordenou que o seu governo elabore uma lista de produtos de agricultura de países que aplicaram sanções ao seu país e que sofrerão retaliação.

Como parte da determinação do presidente russo, o serviço de vigilância veterinária e fitossanitária da Rússia anunciou que vai embargar importações de carne de frango dos Estados Unidos. O país irá também banir importações de todos os produtos agrícolas dos EUA e de todas as frutas e vegetais da União Europeia, disse a agência russa RIA, citando o serviço veterinário.

A Rússia importou 43 bilhões de dólares em alimentos no ano passado, e é o maior comprador de frutas e vegetais europeus e grande comprador de carne, peixe e frango.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Related Posts

error: Content is protected !!