Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Rússia diz ter morto líder islâmico e mais nove militantes no Dagestão

A Rússia disse nesta sexta-feira que matou um proeminente líder guerreiro islâmico responsável por uma série de ataques mortíferos contra polícias, além de nove militantes, numa operação especial no Dagestão, no sul do país.

O Dagestão, onde críticos do Kremlin afirmam que a pobreza e a corrupção ajudam a alimentar o extremismo islâmico, é abalado com frequência por tiroteios e explosões de carros-bomba.

Um homem-bomba matou dois polícias na região em Fevereiro em um ataque assumido pelo Estado Islâmico.

O comité de combate ao terrorismo da Rússia informou que quatro soldados das forças especiais russas foram mortos e que cinco ficaram feridos nos confrontos, resultante de uma operação conjunta entre o Serviço Federal de Segurança (FSB, na sigla em inglês) e o Ministério do Interior.

O comité identificou o líder islâmico como Gasan Abudullayev em seu comunicado, divulgando fotos do militante diante de uma bandeira negra com frases em árabe e segurando um rifle de assalto, e disse que ele e outros vinham planeando atentados terroristas. As forças especiais ainda estão trabalhando para rastrear outros militantes, disse o comité.

O Dagestão faz fronteira com a Chechênia, onde Moscovo conduziu duas guerras contra separatistas e extremistas religiosos desde o colapso soviético em 1991.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!