Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Rogério Manuel candidato único à presidência da CTA

Rogério Manuel, presidente da Federação Moçambicana das Associações dos Transportadores Rodoviários (FEMATRO), é o único candidato à sucessão de Salimo Abdula, na presidência da Confederação das Associações Económicas de Moçambique (CTA), cuja eleição terá lugar em Maputo no próximo dia 16.

Segundo o regulamento da CTA, o prazo para a entrega das propostas de candidatura expirou a 1 de Junho último, tendo sido depositada na respectiva Comissão Eleitoral apenas uma lista.

Informações confirmadas à AIM pela CTA, referem que Rogério Manuel, o incumbente vice-presidente daquela instituição, submeteu a sua candidatura à Comissão Eleitoral, propondo na sua lista quatro vice-presidentes nomeadamente Quessanias Matsombe, Agostinho Vuma (para a antena regional Sul), Prakash Prehlad (para a antena regional Centro) e Cabir Ibraim (antena regional Norte).

O manifesto do candidato tem como lema “Continuidade, Aperfeiçoamento e Eficiência”, numa manifestação de compromisso em dar continuidade ao trabalho desenvolvido por Salimo Abdula.

Rogério Manuel diz que durante o mandato 2011-2014, vai apostar na prossecução do processo de criação de federações sectoriais, com o papel de discussão sectorial, passando as mesmas a funcionar como centros âncora de desenvolvimento dos sectores económicos do País. Constam ainda do rol dos propósitos do candidato, a criação de um Conselho Económico Técnico, constituído pelos presidentes das federações e presidentes dos pelouros transversais.

“Também pretendemos afectar a cada federação um técnico para assessorar no quadro dos mecanismos consultivos, interagir com as associações empresariais no apoio à sua capacitação institucional e ainda continuar o diálogo com o Governo, tendo em vista melhorar as áreas consideradas críticas pelo relatório Doing Business 2011”, explicou.

Caso se concretize a eleição de Manuel, o actual presidente da CTA, Salimo Abdula, vai exercer as funções de presidente da mesa da Assembleia-Geral, Daniel Dimas será seu vice-presidente, tendo Letícia Klemens como vogal.

O Conselho Fiscal será presidido por Inusse Ismael, tendo como vice-presidente o empresário Daniel David e vogal, Faizal Lacá. A Assembleia-Geral da CTA, agendada para o dia 16 deste mês vai eleger novos órgãos sociais e ainda apreciar e deliberar sobre as actividades e contas de 2010.

Segundo o presidente da mesa da Assembleia-Geral da organização, Adriano Maleane, durante a reunião será, igualmente, feita a apresentação, apreciação e debate sobre as actividades e orçamento da organização para 2011.

“Para nós, é importante que a CTA, sendo um instrumento importante para a economia do país, prima pelo cumprimento rigoroso dos seus estatutos, pelo que tudo está organizado de maneira que, no dia 16 de Junho, ocorra a eleição dos novos órgãos sociais, nomeadamente a Mesa da Assembleia Geral, o Conselho Directivo e o Conselho Fiscal”, frisou Maleane.

A CTA é uma plataforma de diálogo entre o Governo e o Sector Privado, que tem como objectivo principal contribuir para a melhoria do ambiente de negócios em Moçambique, promover e proteger as oportunidades de negócios através da reforma de políticas económicas e reguladoras.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!