Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Robô da Nasa em Marte encontra indício de lago no local de pouso

Bilhões de anos atrás, um lago preenchia a cratera de 154 quilómetros de largura sendo explorada pelo Curiosity, o robô da Agência Espacial dos Estados Unidos (Nasa, na sigla em inglês) que vaga por Marte, fortalecendo os indícios de que o planeta mais parecido com a Terra no sistema solar foi adequado para a vida microbiana, disseram os cientistas, esta segunda-feira (8).

As novas descobertas combinam mais de dois anos de dados colectados pelo veículo desde o seu pouso dentro da Cratera Gale em Agosto de 2012. Os cientistas descobriram pilhas de rochas que continham sedimentos deixados pela água e inclinados rumo ao centro da cratera, que agora exibe um morro de cinco quilómetros chamado Monte Sharp.

Isso pode significar que o monte não existia durante um período de tempo de aproximadamente 3,5 bilhões de anos atrás, quando a cratera estava cheia de água, afirmaram os pesquisadores a cargo do Curiosity a repórteres durante uma teleconferência. “Encontrar os estratos inclinados foi… uma surpresa total”, disse o cientista-chefe, John Grotzinger, do Instituto de Tecnologia da Califórnia, em Pasadena.

“A geologia sedimentária… é o que há de mais avançado para tentar entender a Terra. Quando as petroleiras coletam amostras sísmicas, estão procurando estratos inclinados porque… obtém-se uma geometria que mostra onde estão as rochas que se procura”, acrescentou.

Pouco depois de pousar, o Curiosity descobriu que Marte já teve os ingredientes químicos e as condições ambientais necessárias para conter vida microbiana, cumprindo o objectivo principal da sua missão.

“O tamanho do lago na Cratera Gale e a extensão de tempo e de séries mostrando que a água estava presente implica que pode ter havido tempo suficiente para a vida surgir e florescer”, disse o cientista Michael Meyer, do Programa de Exploração de Marte da Nasa.

Facebook
Twitter
LinkedIn
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!