Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Reservas internacionais incrementam em USD 211.2 milhões

O saldo das Reservas Internacionais Liquidas (RIL’s) moçambicanas foi de 1,854.4 milhões de dólares norte-americanos, ate finais de Setembro de 2009, o correspondente a 367 milhões acima do valor inicialmente programado.

Este feito, segundo dados do Banco de Moçambique que a AIM teve acesso, significa que durante os primeiros nove meses do ano prestes a findar (2009) as Reservas Internacionais Liquidas sofreram um incremento em 211.2 milhões de dólares norte-americanos. O saldo das RIL’s no final de Setembro fez com que as reservas brutas fossem equivalentes a 5.94 meses de cobertura de importações totais de bens e serviços não factoriais quando incluídos os grandes projectos e 7.67 meses quando excluídos os megaprojectos.

A constituição da RIL’s, segundo os mesmos dados, foi, até finais de Setembro ultimo, influenciadas pela alocação ao país de Direitos Especiais de Saque (SDR’s) no valor de 108.8 milhões de dólares, no âmbito da iniciativa de Reforço da Liquidez do Fundo Monetário Internacional (FMI). A este factor aliou-se o facto de o banco central ter vendido, através do Mercado Comercial Interbancário (MCI), cerca de 571 milhões de dólares para fazer face a crescente procura de divisas no mercado, resultante da queda das exportações em face da retracção da demanda global e da queda de preços das mercadorias no mercado internacional.

Para além da alocação de fundos pelo FMI, jogaram papel preponderante na acumulação da RIL’s o desembolso de fundos de ajuda externa, no valor de 327.8 milhões de dólares norte americanos de apoio ao Orçamento do Estado, menos 68.1 milhões em relação a igual período de 2008. Do total da ajuda externa, segundo destaca o banco central, 297.5 milhões foram disponibilizados em forma de donativos e 30.3 milhões em forma de empréstimos concessionais.

Também concorreram para este feito os desembolsos a favor de projectos do Estado, transferências de receitas de mineiros, ganhos líquidos de aplicações do Banco de Moçambique no exterior, de variações cambiais, venda de divisas e pagamentos de despesas do Estado.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!