Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

República dos Camarões diz que forças regionais libertaram 5.000 reféns do Boko Haram

Forças do oeste africano libertaram 5.000 pessoas que eram mantidas presas em vilas pelo Boko Haram, numa operação que matou mais de 60 combatentes e destruiu o esconderijo do grupo islâmico junto à fronteira da Nigéria com a República dos Camarões, disse a República dos Camarões nesta quarta-feira.

“Os reféns libertados são na maioria mulheres, crianças e idosos”, disse o ministro das Comunicações, Issa Tchiroma Bakary, à imprensa.

Segundo ele, “5.000 pessoas foram salvas depois de uma operação na fronteira, dentro do território da República dos Camarões, que eram reféns que não podiam deixar as vilas”.

Ele acrescentou que “mais de 60 terroristas foram neutralizados”. Além disso, 21 suspeitos de serem do Boko Haram foram presos numa operação nas montanhas de Mandara entre 26 de Fevereiro e 7 de Março, que destruiu um depósito de combustível e apreendeu armas, motos, cerca de 50 bicicletas, bandeiras e vários objectos de propaganda.

O grupo islâmico da Nigéria Boko Haram luta desde 2009 para estabelecer um califato islâmico na região.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!