Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Reduzem “chances” de Moçambique tirar grande proveito do Mundial

O Ministro do Turismo, Fernando Sumbana, reconhece, embora de forma indirecta, que Moçambique tem cada vez menos possibilidades de tirar grandes dividendos da realização do Mundial de Futebol, que pela primeira vez se realiza no continente Africano, em Junho próximo.

Segundo Sumbana, existem algumas reserva de pessoas de vários países, mesmo da própria África do Sul, que pretendem vir a Moçambique em Junho, porque causa do movimento que este evento cria. Entretanto, as reservas não satisfazem as expectativas do país em relação à esta que é “a maior festa de futebol ao nível do globo”, que vai acontecer muito próximo de Moçambique.

O Ministro, que falou na segunda-feira, em Maputo, a jornalistas à margem da terceira reunião nacional de planificação do sector de turismo, revelou que por causa da movimentação do mundial os turistas que frequentemente visitam a África do Sul vão evitar ir àquele país em Junho. “A grande expectativa que existia em termos de visitantes, mesmo na África do Sul, não está a encontrar uma resposta. Num encontro recente, chegou-se a conclusão de que alguns frequentadores da África do Sul vão evitar ir a este pais durante o mundial por causa da movimentação”, disse.

A própria Federação Internacional de Futebol (FIFA), que organiza o Mundial, já reconheceu que este evento está em risco de ser assistido por um número muito reduzido de adeptos, em consequência do reduzido número de voos para a Africa do Sul. Inicialmente, a FIFA estimava em um milhão o número de adeptos que deslocar-se-ia à Africa do Sul para assistir ao Mundial. Este número reduziu para apenas 450 mil. Moçambique esperava conseguir atrair até 10 por cento dos turistas que visitariam a África do Sul. Para tal, o Governo começou a criar algumas condições como a modernização do Aeroporto Internacional de Maputo, Construção do Estádio Nacional e reabilitação de infra-estruturas desportivas e atraiu investimentos para construção de hotéis, entre outras acções.

Entretanto, alguns empreendimentos que serviriam de atractivo para turistas estão atrasados, não podendo ser concluídos antes da realização do Mundial. Face a esta realidade, Sumbana referiu que Moçambique vai aproveitar o Mundial para expor e promover as suas potencialidades turistas por forma a que os o país possa receber mais visitantes depois daquele evento desportivo. Assim, pretende-se colocar o país no mapa do turismo mundial, bem como atrair investimentos para o sector.

“Moçambique vai continuar a fazer exposição do país para aproveitar o Mundial. Algumas acções mais específica para Mundial consistirão em fazer exposições e apresentação do potencial de Moçambique nos locais onde estarão as equipas de futebol, para que depois da copa estes e mais turistas possam visitar o país”, disse. Os empreendimentos em curso no país poderão servir para Moçambique apresentar uma boa imagem em 2011 com a realização dos jogos Africanos.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!